diálogos com jesus e raymundo lopes

Eu sou o dono do sábado

04 de abril de 1996 - Vila Del Rey.

Diálogos com Jesus - Raymundo Lopes

Em minha Capela, eu rezava: Senhor Jesus, estou num dilema, porque as pessoas que não me conhecem, inclusive sacerdotes e bispos, insinuam que estou desobedecendo à Igreja. De repente, como se estivesse fisicamente presente, Jesus perguntou:

– Por quê?

– Porque eu insisto em falar a todos o que me diz Tua Mãe, e a rezar o Terço na basílica, todas as terças-feiras. Estou errado?

– Davi, quando teve fome, um sábado, o que fez?

– Não sei, Senhor!

– Você tem a Bíblia em casa. Vá buscá-la!

Subi imediatamente ao andar superior e apanhei a Bíblia. Voltei à Capela e logo Jesus falou:

– Abra-a.

– Abrir? Onde, Senhor?

– Apenas, abra-a. Eu lhe mostrarei!

Abri e vi que estava em Lucas. Meus olhos logo encontraram o capítulo 6.
E Jesus continuou:

– Leia!

Eu li onde se falava das espigas colhidas em dia de sábado:

“Não lestes o que fez Davi, ele e seus companheiros, quando tive-ram fome? Entrou na casa de Deus, tomou os pães da proposição, comeu-os e deu-os aos companheiros – esses pães dos quais só os sa-cerdotes podem comer.” E acrescentou: “O Filho do Homem é senhor do sábado!” (Lc 6,3-5).

– Viu agora o que fez Davi?

– Sim, Senhor. Comeu os pães do Templo e os repartiu com os seus companheiros, porque estavam com fome, e isto se deu num sábado.

– Que pães eram aqueles?

– Não sei, Senhor. Parece-me que eram pães especiais, reservados aos sacerdotes.

– Isto mesmo. Eu o coloquei no interior do Templo para comer deste pão e dar a todos os seus companheiros. Eu sou o pão descido do Céu, e também sou o dono do sábado.

– Mas, Senhor, me deram um texto de São Paulo aos Romanos, dizendo que temos de obedecer a todas as autoridades constituídas, porque se assim o são, é porque foram constituídas por Deus. Como faço?

– O mesmo poder que conferiu autoridade aos homens lhe confere esta de falar das coisas do Céu. Paulo também lhe diz que ninguém poderá ser justificado diante de Mim só porque está investido de autoridade e atua em cima dela. A autoridade tem apenas o poder de alertar sua consciência daquilo que é pecado. Se sua consciência o acusa do pecado, isso é causa de desobediência. Se não, reparta entre todos o que lhe dá o Céu. Deixe que Eu julgue as obras e as autoridades de minha Igreja, e também a você.

– Pois não, Senhor. Coloco em Tuas mãos todos os meus atos e a minha consciência, para que os julgues.

– Eu sou a fonte de seus atos e o censor de sua consciência, e assim o farei.

– Obrigado, Senhor.

2007 @ Todos direitos reservados para o SIM-Serviço de Informação Mariana