diálogos com jesus e raymundo lopes

Faça-se

24 de fevereiro de 1996 – Cabo Frio (RJ) – Capela de São Francisco

Faça-se

Estava rezando na capela do convento de São Francisco, em Cabo Frio, quando escutei Jesus me dizer:
– Repita o que estou falando.
– Pois não, Senhor Jesus.
Depois de ter rezado com Ele a oração abaixo, perguntei:
– Posso escrevê-la, Senhor Jesus?
– Escreva então. Fará bem a você e a todos.
– Ajuda-me, porque já esqueci tudo!
– Escreva, porque não esqueceu.
Comecei a escrever, e as palavras iam brotando em minha mente, com incrível facilidade.

Senhor meu Deus, criaste o infinito e nos criaste com o privilégio do sopro provindo do Teu Espírito, para podermos reconhecer-Te em tudo que nos rodeia. Quiseste que, através da celestial harmonia da criação, ouvíssemos a Tua voz. Do zumbir dos insetos à música das estrelas, nos chega aos ouvidos a melodia do universo, que nada mais é que o eco do Teu divino “faça- se”. Deste-nos, depois de tudo isto, a liberdade de escolha, para que possamos, com consciência, discernir se queremos ver-Te e escutar-Te da forma como Te humanizas ante nossos olhos. Queres nos dar o prêmio da eternidade, mostrando-Te como o Divino Artífice Universal, através de Tuas obras. Ensinastenos, enfim, que pelos frutos se conhece a árvore. Então, basta-nos olhar para o alto, para constatarmos a Tua infinita grandeza. Amém.

2007 @ Todos direitos reservados para o SIM-Serviço de Informação Mariana