Jornal Mãe Peregrina

Jornal Mãe Peregrina 2014

contactbook32.png

Quem estiver presente no terço realizado por Raymundo e os Missionários do Coração Imaculado na Basílica de Lourdes todas as terças-feiras, será convidado a participar do sorteio que irá definir a pessoa que receberá a imagem de Nossa Senhora em sua casa naquela semana. O sorteio acontece logo após a oração do terço que tem início às 17h. Venha ser também mais um escolhido para esta visita da Mãe de Jesus, porque: quando a imagem chegar em sua casa tenha a certeza de que Nossa Senhora estará presente. A visita é realizada pelos integrantes da Confraria Angélica, que além de rezarem o terço, seguem um roteiro de orações ensinadas por Jesus, Maria, e os anjos Gabriel, Raphael e Uriel a Raymundo Lopes. Em dado momento pede-se alguns minutos de silêncio para que os da casa possam entrar em contato com a visita e peça a Maria o que desejam. A pessoa sorteada escolhe um dia da semana, das 8h às 18h, exceto final de semana e terças-feiras.

 Aprendam a rezar conosco, porque levamos a Mãe a sério.

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 158 - 31 de Dezembro de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 158 - 31 de Dezemmbro de 2014
Hoje falaremos sobre o 2º Mandamento: Não usar o santo nome de Deus em vão
- Me causa muito desgosto quando presencio como o nome do Altíssimo toma uma conotação vulgar entre muitos de vocês, atualmente, e isto é muito grave. Não necessito fazer alusão ao falar em vão o nome do Senhor, porque esta prática, perigosa e desprovida da responsabilidade do que é invocá-lo, já se tornou comum. Quero acentuar o comportamento de alguns que arrastam multidões, através de sórdidas mentiras em proveito próprio, isto é um pecado sem precedente e computado no Céu como um pesado ônus a ser pago pela humanidade. Se houver respeito pelo nome de Deus e o que lhe diz respeito, como ato contínuo, haverá o respeito fraterno, e é oportuno lembrar que, por Sua vontade, fomos criados à Sua imagem e semelhança. Isto coloca, portanto, a todo instante, em nossa mente, a responsabilidade deste elo estabelecido entre o Criador e a criatura.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 157 - 24 de Dezembro de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 157 - 24 de Dezemmbro de 2014
O que tenho a oferecer?
- Ontem, depois de ver pela televisão uma verdadeira guerra entre gregos e armênios ortodoxos na frente do Santo Sepulcro, em Jerusalém, desci horrorizado até a Capela Magnificat para rezar, pedindo a Jesus que nos dê a paz. Lá surgiram, aproximando-se de mim, meus três amigos que sempre me visitam (os anjinhos). Um deles falou-me: “Na compreensão de vocês, eu me chamo Gabriel. Quero que forneça a Jesus sua esperança.” E me entregou uma caixa embrulhada em papel azul para presente. Era aquele menino que saiu na foto, a meu lado, em Nevers (França). Outro, disse-me em seguida: “Na compreensão de vocês, eu me chamo Uriel1. Quero que forneça a Jesus sua fé.” E me deu um embrulho de cor amarela. Era o menino que esteve comigo no Vaticano. O terceiro completou: “Na compreensão de vocês, eu me chamo Rafael; e gostaria que presenteasse a Jesus sua caridade.” E me deu um embrulho de cor vermelha. Era o menino que vi no México. Eu comecei a rir e disse-lhes: – Fé, esperança e caridade… Já conheço isto!! Eles responderam: – Não, não conhece não. Queremos que nos leve a um presépio. – Onde? – repliquei. – Na Basílica de Lourdes, onde você reza. Pode ser? – Claro que pode. Vamos de carro.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 156 - 16 de Dezembro de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 156 - 16 de Dezemmbro de 2014
Hoje falaremos sobre o 1º Mandamento: Amar a Deus sobre todas as coisas.
- A excelência do que determina Deus em Seus mandamentos se resume naquilo que Jesus enfatizou: “Amai-o sobre qualquer circunstância e aos irmãos como a si mesmo.” Meus queridos, amar a Deus é colocar-se inteiramente a Seu serviço, para que a Sua vontade seja respeitada e compreendida em sua essência. Este amor implica numa fé incondicional: esperar do Pai Sua misericórdia e repassar aos irmãos a vivência desse amor, sendo úteis uns aos outros. Se vocês não conseguirem o domínio deste conceito fundamental, agora, em suas vidas, difícil será aplicá-lo quando, no futuro, o espírito já estiver com suas asas voltadas ao voo derradeiro à eternidade. A juventude deste século se submete facilmente a ídolos criados pela mídia maligna, para afastá-los do Criador, e se não houver, com urgência, uma conscientização deste afastamento, no futuro vocês sentirão, tardiamente, as consequências desta submissão destruidora.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 155 - 09 de Dezembro de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 155 - 09 de Dezemmbro de 2014
Hoje veremos sobre dom do Temor de Deus
- Este é um dom do Espírito Santo que concede à pessoa sentimento de profundo respeito e obediência a Deus. Temor de ofender, de fazer alguma coisa que entristeça o Pai. Assim, mais facilmente se reconhece o perigo do erro e do pecado, bem como a vantagem do bem e do cumprimento do dever.Teme-se por amor, e este amor nos faz cautelosos e nos dá equilíbrio.Teme a Deus quem procura praticar os seus mandamentos com sinceridade de coração. Como nos diz as Escritura, devemos buscar em primeiro lugar o reino de Deus, e o resto nos será dado por acréscimo.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 154 - 02 de Dezembro de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 154 - 02 de Dezemmbro de 2014
Hoje veremos sobre do dom da Piedade
- É uma graça de Deus na alma, que proporciona salutares frutos de oração e práticas de piedade ensinadas pela Santa Igreja. Inspira compaixão pelo sofrimento alheio;sentimento de ternura, obediência, admiração e afeto com relação a Deus como Pai.Este dom propicia, também, ter na devida conta e apreço o valor da vida e tudo o que a mantém e suporta. Nos dias de hoje, considerando a população mundial, há poucas, muito poucas pessoas que acham prazer em ser devotas e piedosas; as poucas que o são, tornam-se geralmente alvo de desprezo ou escárnio de pessoas que têm outra compreensão da vida. Realmente, é grande a diferença que há entre um e outro modo de viver. Resta saber qual dos dois satisfaz mais à alma, qual dos dois mais consolo lhe dá na hora da morte, qual dos dois mais agrada a Deus. Não é difícil acertar a solução do problema. Num mundo materialista e distante de Deus, peçamos a graça da Piedade, para que sejamos fervorosos no cumprimento das Escrituras.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 153 - 25 de Novembro de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 153 - 25 de novembro de 2014
Hoje veremos sobre do dom do Ciência
- Com o dom da Ciência, somos capazes de discernir e descobrir a vontade do Senhor em todas as coisas e julgar tudo ao nosso redor de acordo com a perspectiva divina. O dom da Ciência é, geralmente, chamado de “a ciência dos santos”, porque permite que aqueles que o possuem rapidamente diferenciem os impulsos e tentações das inspirações da graça. Este dom nos torna capazes de aperfeiçoar a inteligência, onde as verdades reveladas e as ciências humanas perdem a sua inerente complexidade; nossas habilidades com as coisas acentuam-se progressivamente em determinadas áreas, conforme nossas inclinações culturais e científicas, sempre segundo os desígnios divinos, mesmo que não nos apercebamos disso. Todo o saber vem de Deus. O dom da Ciência permite ao homem perceber e sentir, através da natureza e dos acontecimentos do dia-a-dia, a presença e a linguagem de Deus. Quem possui o dom da Ciência consegue louvar a Deus olhando para as belezas da natureza, para a beleza de um jardim, das montanhas, da água do mar, do céu azul, das estrelas. Através da natureza, a alma lê e louva o seu Deus, agradecendo-lhe enquanto observa uma linda flor. Em vez de ficar fixo apenas na beleza da flor, louva o autor da criação, louva o Criador. Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 152 - 18 de Novembro de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 152 - 18 de novembro de 2014
Hoje veremos sobre do dom do Conselho
- É o senso do que convém. Ver as alternativas e prever as consequências. Saber aconselhar-se e aconselhar. Este dom permite à alma o reto discernimento e santas atitudes em determinadas circunstâncias. Nos ajuda a sermos bons conselheiros, guiando o irmão pelo caminho do bem. O dom do Conselho, dado pelo Espírito Santo, não é inconveniente, interesseiro, não aconselha segundo a conveniência pessoal, mas somente para o bem da pessoa. Este dom constitui uma preciosidade, pois alerta-nos para os erros que cometemos ou soluções que necessitamos. Hoje, mais do que nunca está em foco a educação da mocidade, e todos reconhecem também a importância do ensino para a perfeita formação da criança. As dificuldades internas e externas, materiais e morais, muitas vezes passam pelo dom do Conselho, sem disto nos apercebermos. Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 151 - 11 de Novembro de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 151 - 11 de novembro de 2014
Hoje veremos sobre o dom do Entendimento (ou Inteligência)
- O dom do Entendimento torna nossa inteligência capaz de entender intuitivamente as verdades reveladas e naturais, de acordo com o fim sobrenatural que possuem. A aparente correlação não significa que quem possui a sabedoria, já traga consigo o entendimento por consequência (ou vice-versa). Existe uma clara distinção entre um e o outro. Para exemplificar: há fiéis que entendem as contemplações do Terço, mas o rezam por obrigação ou mecanicamente (possuem o dom do entendimento). Há outros que, por sua simplicidade, nunca procuraram entender o seu significado, mas praticam sua reza com sabor, devoção e piedade, ignorando seu vasto sentido (possuem o dom da Sabedoria).Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 150 - 05 de Novembro de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 150 - 05 de novembro de 2014
Hoje veremos sobre o dom da Sabedoria.
- O sentido da sabedoria humana reside no reconhecimento da sabedoria eterna de Deus, Criador de todas as coisas, que distribui seus dons conforme seus desígnios. Para alcançarmos a vida eterna devemos nos aliar a uma vida santa, de perfeito acordo com os mandamentos da lei de Deus e da Igreja. Nisto reside a verdadeira sabedoria. Permite-nos perceber, intuir, experimentar e saborear as coisas divinas, para poder julgá-las retamente, sem olhar as coisas apenas de um ponto de vista, mas sim de maneira integral.É esta larga visão que faz as pessoas sábias, e é neste sentido que nos pode ajudar o dom da Sabedoria.É o oposto à estreiteza de espírito. Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 149 - 28 de Outubro de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 149 - 28 de Outubro de 2014
Hoje veremos sobre o dom da Fortaleza.
- Este dom é graça de Deus, e só com o nosso esforço não podemos fazer com que cresçam e se desenvolvam. Necessitam de uma ação direta do Espírito Santo, para podermos atuar dentro da virtude e perfeição cristã. No Espírito Santo, reside o Amor Supremo entre o Pai e o Filho. Foi pelo Divino Espírito Santo que Deus se encarnou no seio de Maria Santíssima, trazendo Jesus ao mundo para nossa salvação. Peçamos à Maria, esposa, que interceda por nós junto a Deus concedendo-nos a graça de recebermos este divino dom, apesar de nossa indignidade, de nossa miséria. Nas Escrituras, o próprio Jesus quem nos recomenda: Pedi e se vos dará. Buscai e achareis. Batei e vos será aberto.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 148 - 21 de Outubro de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 148 - 21 de Outubro de 2014
Não dá pra entender!!
- Desmatamos, queimamos, cortamos árvores onde não devem ser cortadas. Construímos, desrespeitamos leis impostas por Deus, fazemos de nossa existência um 'venha a nós' e desejamos, do fundo do coração, que Aquele que tudo comanda respeite nossas vontades e que seja feito, então, o que nós queremos. Como diz o simples: me poupa. Arranjamos respostas favoráveis ao nosso desejo, de várias formas, e esquecemos que temos um Criador que exige de nós uma postura já anunciada no Gênesis, capítulo primeiro, versículos de um a trinta e um. Percamos um pouco do nosso preciosíssimo tempo e vejamos porque somos castigados pela falta de chuva. Reconheço que existem inocentes, mas paga o justo pelo injusto. Este mandamento é antes de tudo a exigência do nosso Deus.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 147 - 14 de Outubro de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 147 - 14 de Outubro de 2014
Nossa Senhora e as Almas do Purgatório
- Acreditem, tive uma experiência incrível, onde vi diante de mim almas de pessoas que tinham vivido na terra e estavam pagando por seus pecados num local que chamamos de Purgatório. Não eram pecados que consideramos graves ou capitais e que requerem uma punição maior, mas pecados que nos parecem leves, desses que cometemos no nosso dia-a-dia, sem nos darmos conta de que estamos ofendendo a Deus. Vi Nossa Senhora resgatando uma alma e pedindo a ela, naquele momento, que se arrependesse de um delito de falta de amor a Deus, e de não ter feito a Sua vontade. Essa alma se arrependeu e foi salva.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 146 - 7 de Outubro de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 146 - 7 de Outubro de 2014
Esse será o sinal para o representante de Pedro
- O desenrolar dos últimos acontecimentos envolvendo a Obra Missionária correu de tal forma, que me vi convencido a omitir alguns fatos, pois percebi que estávamos finalmente abrindo um caminho na Igreja pelo lado racional. As coisas fluíam naturalmente e qualquer fato místico, vindo de mim, poderia criar problemas. Calei-me e dei-xei o racional agir. Senti que não era necessário o lado místico aflorar. Nas conversas com o Francisco Lembi notei que ele desconfiava que algo sobrenatural havia acontecido, pois não havia explicação para que eu me deixasse levar por uma empreitada tão arriscada, quanto ir ao Vaticano, sem recursos, para encontrar com o Papa.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 145 - 30 de Setembro de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 145 - 30 de Setembro de 2014
Sexta-feira Santa à dispoçisão da Bela Senhora
- No dia 10 de abril (antes, no dia 1º, conversando com o Francisco, vi que o dia 10 seria Sexta-feira Santa) fiquei atento, levantei-me cedo e fiquei mais quieto, nas proximidades da Capela. Pela manhã recebi a visita de D. Heloísa, que almoçou comigo; e pela tardinha chegaram Neida e Elci, acompanhados de outras pessoas, que ficaram até as 18 horas, aproximadamente. Por volta das 15 horas, tinha resolvido rezar o Terço, lembrando-me ser a hora em que a Igreja celebra a agonia de Jesus na cruz. A fastei-me e fiquei sozinho no meu quarto rezando. Por volta das 21 horas, olhei pela janela do quarto e achei estranho a Capela estar toda azul, uma luz estranhamente azul envolvia tudo. Desci, entrei na Capela e vi uma cena impressionante: pessoas andando no corredor da Capela; eram como vidro, transparentes, todas saindo da Capelinha onde fica a poltrona na qual Nossa Senhora se assenta quando me visita. Corri entre elas, em direção à cadeira, e vi Nossa Senhora direcionando essas pessoas ao altar central onde temos o Santíssimo Sacramento.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 144 - 22 de Setembro de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 144 - 22 de Setembro de 2014
A incrível história dos Anjinhos que assistem a Obra Missionária
- A Obra Missionária, fundada por Raymundo Lopes a pedido de Nossa Senhora, é assistida por três Arcanjos: Gabriel, Uriel e Raphael – os Arcanjos da alegria, segundo as palavras de Jesus. São os três Arcanjos enviados por Deus para proteger e orientar os Missionários do Coração Imaculado no grande anúncio da “maior boa-nova da história da cristandade, extensiva a todos os povos” – A segunda vinda de Jesus à Terra. Desde criança Raymundo tem contato com os anjinhos, que ele compreendia serem seus amiguinhos; mas naquela época de sua infância ele nem poderia imaginar que estava sendo preparado pelo Céu para a grande missão que o aguardava o futuro. Na adolescência, estes encontros ficaram-lhe mais raros. Mas em 1992, com o início das aparições oficiais de Nossa Senhora a ele, os anjinhos retomaram estes encontros. Aparecem ao Raymundo sempre que o Céu deseja passar-lhe alguma instrução ou diretriz, em nome de Nossa Senhora ou de Jesus, de inestimável valor para a Obra Missionária, para a Igreja e para a humanidade. Manifestaram-se visivelmente em vários momentos nos quais Raymundo corria grande perigo, presença que ainda hoje se faz.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 143 - 16 de Setembro de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 143 - 16 de Setembro de 2014
O que significa o desenho da nossa camisa
- Nosso símbolo missionário foi desenhado tendo por inspiração a Medalha Missionária, lembrando com detalhes o que foi visto na Basílica de Nossa Senhora de Lourdes, no dia 13 de outubro de 1992. A letra "M" lembra o nome de Maria ou Myriam. O galho com o Iírio ostenta duas flores, uma aberta e outra em botão no meio de uma coroa de doze estrelas. Em sua base duas folhas, uma voltada para cima e outra para baixo; no meio da aste mais três folhas, duas voltadas para cima e uma para baixo.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 142 - 09 de Setembro de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 142 - 09 de Setembro de 2014
Espelhos
- O ser humano vaidoso é incapaz de olhar os outros limpidamente, parece sofrer de catarata, enxerga através dos seus próprios tecidos oculares esclerosados, gosta das pessoas e das coisas apenas quando refletem sua própria imagem. O ser humano sente uma atração indeclinável pelos espelhos. Não somente por essas superfícies de vidro especialmente polidas para refletir imagens, mas também por outras que não têm esta finalidade: opinião pública em que se espelha a sua personalidade, as linhas do jornal que falam de sua pessoa, o olhar dos mais próximos em que lê admiração.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 141 - 02 de Setembro de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 141 - 02 de Setembro de 2014
Yeschua era judeu
- Povo originário de tribos seminômades da Mesopotâmia, os hebreus emigraram para Canaã, antigo nome da Palestina. Após se estabelecerem na Terra Prometida, passaram a ser chamados de israelitas, nome derivado de Israel, que significa forte diante de Deus, isto em hebraico. Em 587 antes de Cristo, Jerusalém foi destruída por Nabucodonosor, e muitos israelitas foram levados prisioneiros para a Babilônia.Libertados em 538 antes de Cristo, regressaram à Judeia, sendo desde então chamados de judeus, termo que passou a designar todos os seguidores do judaísmoContinue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 140 - 26 de Agosto de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 140 - 26 de Agosto de 2014
Ser Ministro é
- Servir à comunidade por amor a Deus e ao próximo. Mais do que uma honra, é uma entrega motivada pela fé, sustentada pela esperança, alimentada pela caridade. O Ministro está a serviço porque escolheu imitar Jesus, o servo por excelência. Renunciar a mim mesmo para dedicar-me à comunidade. Toda escolha compromete. Ao ser enviado pela Igreja, optei por perder parte do meu tempo para que outros vivam melhor. O Ministro se sacrifica e se gasta em favor do outro, por amor. Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 139 - 19 de Agosto de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 139 - 19 de Agosto de 2014
Final de Milênio II
- (…) – O que a Senhora tem para me dizer? – Vocês estão vivendo os momentos universais que tanto profetizou Daniel! – Senhora, … O que profetizou Daniel que estamos vivendo? – (…) Vocês estão passando por momentos de grande expectativa, neste final de milênio, e como o mal está instalado no mundo, numa época em que tudo é permitido, dão trela a Satanás, para que confunda suas mentes, e isto está acontecendo com minhas mensagens, nestes últimos tempos. Este é o grande trunfo do demônio: colocar a confusão, para depois instalar o descrédito. Por isso, Jesus pediu para que dessem atenção a Daniel. (…) Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 138 - 12 de Agosto de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 138 - 12 de Agosto de 2014
Os responsáveis tiveram medo, deram trela a razão.
- (…) Senti uma mão sobre minha cabeça. Era de um dos três Anjinhos. Ele me disse: “A doce Senhora deseja lhe falar!” (…) – A Senhora aqui, na Capela, como isto pôde acontecer? – Sente-se perto de mim, precisamos conversar. (…) – Senhora, nunca poderia imaginar que veio à terra por três vezes (Paris – Catarina Labouré, Lourdes – Bernadete e Fátima – Lúcia) e os responsáveis esconderam o verdadeiro motivo. Por quê? – Porque tiveram medo, deram trela à razão. – A Senhora sabia que isso aconteceria? – Sabia, mas o Altíssimo não condena ninguém sem antes passar pelo crivo do erro e depois o julgamento. Meu Filho disse que nesta hora não haveria fé na terra. Onde existe fé, se Sua própria Igreja esconde Seu retorno?Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 137 - 05 de Agosto de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 137 - 05 de Agosto de 2014
As dores de Nossa Senhora
- Eram três horas da manhã do dia 24 de fevereiro de 2004. Eu havia perdido o sono e não conseguia dormir. Da janela do meu quarto eu via a Capela de minha residência, iluminada pela tênue luz das velas acesas ao Santíssimo Sacramento. Eu pensava num pedido que me fizera um missionário, para que lhe fornecesse algo que falasse sobre as sete dores de Nossa Senhora. Como fazer isso, se percebo sem dificuldade, pela vivência destes últimos 12 anos, que Maria Santíssima não teve sete, mas setenta vezes sete dores? E por todas elas, tenho certeza, Ela nos perdoou as amarguras que causamos ao seu espírito puro e sem mancha. Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 135 - 22 de Julho de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 135 - 22 de Julho de 2014
Ressurreição - (Jo 20,1-2.11-18)
- A Igreja divina, a Igreja humana e a humanidade pecadora se interagem. Este Evangelho refere-se às aparições de Jesus aos discípulos, depois de Sua morte na cruz. Contudo, vamos retroceder ao v. 11 para entendermos melhor como se deu o diálogo de Jesus com a humanidade pecadora, personificada por Maria Madalena. Maria estava junto ao sepulcro, de fora, chorando. Enquanto chorava, inclinou-se para o sepulcro e viu dois anjos, vestidos de branco, sentados no lugar onde o corpo de Jesus fora colocado, um à cabeceira e outro aos pés.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 134 - 15 de Julho de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 134 - 15 de Julho de 2014
A História do Terço da Basílica de Lourdes
- Na verdade a reza do Terço teve início na igreja São Sebastião, da Av. Augusto de Lima, Barro Preto, bairro central de Belo Horizonte. Padre Américo, seu então pároco, não permitiu que o Terço fosse rezado lá e o Padre Narciso, da Basílica de Nossa Senhora de Lourdes, disponibilizou minha entrada em sua igreja para rezá-lo. Padre João Megale era o pároco e nada falou a respeito; e assim, em 14 de abril de 1992, 1ª terça-feira (Terça-Feira Santa) após o último dos nove primeiros encontros que Nossa Senhora me pedira (11 de fevereiro a 07 de abril de 1992), iniciei sua reza chamando-o de 'Degredados Filhos de Eva.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 133 - 01 de Julho de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 133 - 01 de Julho de 2014
O Milagre do Sol em Maria
- Quando o assunto envolve o interesse de sua Mãe terrana, Ele faz milagres!! Na Capela Magnificat, Ele não faz o sol girar, isso é pouco, porque é o sol que protagoniza o milagre, Ele faz com que o astro rei queda-se em homenagem a Maria e lhe faz vênia, iluminando-a durante 20 minutos. Milagre? Coisa natural? Sim, é um milagre porque nunca poderia supor que ao realizar a construção de um altar em honra à Maria, o sol viria lhe prestar homenagem de rainha, tornando sua imagem luminosa.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 132 - 10 de Junho de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 132 - 10 de Junho de 2014
Jogar pela vida
- Copa do Mundo deste ano pode se tornar um dos mais significativos momentos da Ahistória sociopolítica do Brasil. O discurso que se ouviu nas ruas, em junho do ano passado, foi um sinal, obviamente com a recusa radical dos lamentáveis episódios de vandalismo, violência e atentados contra o patrimônio público. Historicamente, a sociedade brasileira sempre viveu o tempo da Copa do Mundo simplesmente como momento de euforia e divertimento. Essa paixão esportiva nacional, com sua força educativa e o gosto gostoso que o futebol dá à vida dos torcedores, indica que é preciso conciliar euforia e divertimento com o viés político e social...Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 131 - 04 de Junho de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 129 - 20 de Maio de 2014
O Anticristo
- Era uma manhã de sol. Eu e o Padre Rubem estávamos na Capela Magnificat, conversando sobre o Anticristo. Lembro-me de que argumentei com ele sobre minha incredulidade em ver nessa entidade uma ameaça formal à Igreja, porque tinha em mente a figura de Nossa Senhora sempre vigilante e a força do próprio Jesus a protegê-la de qualquer ataque que a levasse à destruição. Depois levei o Padre até o portão, voltei à Capela e fiquei por alguns instantes perto do Sacrário. De repente, olhei para o chão, mas não vi o piso. Tinha a sensação de estar no ar a uma altura enorme. Em seguida, senti uma inexplicável secura na boca, uma sede horrível. Tentei me equilibrar da melhor maneira possível e me dirigi à porta da Capela. Ela fechou-se com violência, quase quebrando seus vidros. Sentei no chão e comecei a rezar o Pai-Nosso. A porta abriu-se, eu saí e não sei porque fui até o portão onde havia deixado, minutos atrás, o Padre Rubem. E lá estava ele. Porém esquisito, imóvel, com um rosto que mais parecia de cera. Vendo-me, aproximou-se e disse:Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 130 - 27 de Maio de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 130 - 27 de Maio de 2014
Uma Borboleta Azul
- Dia 12 de outubro o Francisco Lembi foi passar o dia comigo, em minha residência, na Vila del Rey. Depois do almoço eu, Geny e Francisco fomos passear no córrego que passa no fundo do quintal. Ele é muito bonito, corre por entre paisagens ricas em detalhes, com lindas samambaias, flores, pássaros… Quis mostrar ao Francisco o local exato onde costumo sentar para admirar a natureza e onde o menino (Anjo) me falou pela última vez, mostrando-se como um pequenino pássaro azul...Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 129 - 20 de Maio de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 129 - 20 de Maio de 2014
Final de Milênio I
- Este documento me foi passado por Nossa Senhora em 31 de março de 1992, na Capela Magnificat. Eu só o redigi em 21 do mês seguinte, na presença do Padre Mário Gerlin. Tornou-se conhecido ao Grupo Missionário no dia 1º de dezembro de 1996, na mesma Capela. Cinco dias antes (26/11), após a mensagem Abram a Bíblia e façam uso do Evangelho, Nossa Senhora me antecipou que só poderia publicá-lo quando tivesse em mãos algumas palavras da Irmã Margarida. Eu estranhei, pois essa Irmã havia falecido há vários meses (01/05/1996). Na manhã de 1º de dezembro, chega à Vila del Rey a missionária Sara Campos Rodrigues, trazendo uma carta da “florzinha beneditina” (Irmã Margarida) a uma religiosa de Bom Despacho. Entendi então que chegara o momento de atender o pedido da Mãe de Deus...Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 128 - 13 de Maio de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 128 - 13 de Maio de 2014
Fátima o Retorno da Virgem
- Naquele dia – 25 de julho de 2000 – marcado pelo retorno de Nossa Senhora, depois de 1260 dias (três anos e meio) de afastamento (11/02/1997 a 25/07/2000), não me foi possível escrever detalhadamente a visão que tive em Fátima, na Cova da Iria, devido ao escasso tempo de que dispunha, pois, para atender o pedido de Nossa Senhora, deveria entregar o relato ao Bispo de Leiria (Dom Serafim), imediatamente, já que na manhã do dia seguinte eu retornaria ao Brasil. Por isso o havia feito de forma sucinta, entregando-o no mesmo dia àquele Bispo e, no dia 31 de julho, ao Cardeal de Belo Horizonte (Dom Serafim)..Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 127 - 05 de Maio de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 127 - 05 de Maio de 2014
O Chique é ter Mãe!
- Você tem mãe? É claro, não é? Quem não tem? Todos nós temos, porque isso é uma lei básica da natureza, todos temos mãe. Deus, o Criador de todas as mães, para se comunicar conosco, achou o caminho da maternidade um bom veículo porque sua idéia de criar mães era tão perfeita que quis aproveitá-la para nascer entre nós. Você pode dizer: “Mas, Deus nascer? Entre nós?” Porque não? Claro que Ele poderia “aparecer”, mas não seria natural, o chique é ter mãe! Você pode até pensar: “Não acredito nem em uma coisa nem em outra, isso tudo é uma balela”.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 126 - 30 de Abril de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 126 - 30 de Abril de 2014
Caminho do sofrimento misericordioso de Yeshua
- Anunciação - Mãe do Divino Amor, achas te graça aos olhares do Divino para seres mãe, achaste graça diante do imponderável para seres mãe do ponderável. Achaste graça diante do caminho do amor incompreensível para tornar possível o impossível. Porquê? O que continha o teu espírito, para que foste separada de nós pela graça de ser sem pecado? Só o mundo dos anjos o sabe, porque foi através de um anjo que foi revelado a preferência de Deus por ti, e o Senhor que a tudo comanda comandou de ti a resposta do sim, porque esse sim já o havia pronunciado a Yeshua nos primórdios de nossa existência.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 125 - 22 de Abril de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 125 - 252 de Abril de 2014
Via-Sacra - Caminho do sofrimento misericordioso de Yeshua
- Chegamos eu e o Francisco a Porto Alegre, num dia chuvoso (11 de abril), por volta das 13:20 horas. Ricardo e Silene nos aguardavam no aeroporto e nos levaram para o hotel. Lá almoçamos e dirigimo-nos ao SIM, enquanto o Ricardo retornou ao seu trabalho. Logo de chegada, encantei-me com os quadros de uma via-sacra dispostos na parede da sala onde no dia seguinte faríamos a reunião sobre o projeto Mãe do Divino Amor. Pouco depois o Francisco e eu começamos a fazer algumas considerações para os presentes; mais tarde o Ricardo voltou e chegaram mais algumas pessoas, mas eu só tinha olhos para a via-sacra na parede...Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 124 - 8 de Abril de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 124 - 8 de Abril de 2014
O Baque da Cruz
- Fomos convidados, eu e os Missionários do Coração Imaculado, a levar a imagem de Nossa Senhora a Pitangui (MG) e, em seguida, a Brumado, num sábado ensolarado e bonito do dia 17 deste mês, oportunidade em que rezaríamos o Rosário e divulgaríamos suas mensagens. Após termos rezado dois terços, um na Matriz do Pilar e outro na Capela do Asilo, fomos a Brumado para completar o Rosário. Eu dirigia a oração contemplando os mistérios gozosos, conforme pedido de Nossa Senhora,Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 123 - 01 de Abril de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 123 - 01 de Abril de 2014
Cerimônia da Morte de São José
- A noite de 19 de março, na Vila del Rey, notabilizou-se por um fato inédito: pela 1ª vez recordou-se ali a passagem do esposo da Bela Senhora desta vida para a eternidade. Ao lado de seu filho adotivo, nosso Salvador, ele conclui sua missão terrena, onde teve a grande graça de compor a Sagrada Família, dar-lhe a forma tradicional: pai, mãe e filho, fazer-se seu provedor e cuidar do Filho de Deus e de sua Santa Mãe...Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 122 - 25 de Março de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 122 - 25 de Março de 2014
Ana Paula recebeu a 141ª visita da Imagem de Nossa Senhora de Lourdes
- No dia 21/03/2014, Ana Paula recebeu em seu lar a visita de Nossa Senhora. Como o nosso papel é falar apenas, e nunca tentar convencer ninguém a nada, nesse aviso final somos como simples mensageiros d'Aquela que foi e sempre será um elo de amor entre Deus e o homem – a doce e serena Senhora. Mas esse aviso final não se refere ao fim do mundo, como muitos estão sugestionados a acreditar nessas falsas informações criadas para confundir as mentes invigilantes...Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 121 - 18 de Março de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 121 - 18 de Março de 2014
Papa Francisco - O que almejas da Igreja na terra?
- Através da internet temos visto uma enxurrada de declarações ditas do Papa Francisco, algumas veiculadas também por revistas, jornais e TVs, outras, porém, circunscritas à rede mundial de computadores. Esta requer especial cuidado, pois nela se coloca o que quiser: não possui 'filtro' de conteúdo e nem de procedência. A doutrina católica sendo rediscutida? A fidelidade aos preceitos da Igreja sendo posta à prova? Uma “distorcida teologia interesseira” chamada à baila?Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 120 - 11 de Março de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 120 - 11 de Março de 2014
A Mulher Contra o Dragão
- Vemos retratada aqui a história da Igreja até nossos dias – o ouro, a prata e o bronze representando os 1.800 anos iniciais, divididos em três períodos de 600 anos cada, do qual podemos formar o número 666 – “Lembra-se quando lhe ensinei que o número de Jesus é seis (6) e que Lúcifer, mascarando-o, fez criar na cabeça de vocês o 666, que na verdade representa Deus, Jesus e o Espírito Santo? O Anticristo é ele, que em sua soberba deseja ser Deus!”...Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 119 - 25 de Fevereiro de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 119 - 25 de Fevereiro de 2014
Tricô.
- A Uma tecnologia com efeitos muito abrangentes sobre a sociedade humana é o tricô. Surgiu muito antes do capim para alimentar o gado, o que chamamos de feno, e ambos são anônimos. A importância do tricô é explicada em um artigo que pesquisei da escritora Linn White, na revista Americam Historial Review. O título do artigo é Technology Assessment from the stance of Medieval historian, traduzindo: Avaliação da tecnologia do ponto de vista de um historiador medieval...Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 118 - 18 de Fevereiro de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 118 - 18 de Fevereiro de 2014
O Advento é marcado pela atitude de espera vigilante,a fim de captar todo os sinais que Yeshua vai nos revelando.
- A Bela e Serena Senhora fortalece a esperança, assume a história de maneira diferente, luta para por fim a uma cultura de morte e proclama com atos e palavras que a vida é mais forte. De domingo a domingo faz crescer em nós, na comunidade, no universo inteiro a certeza de que a luz de Yeshua...Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 117 - 04 de Fevereiro de 2014Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 117 - 04 de Fevereiro de 2014
Aparição de Nossa Senhora na Praça do Papa
- I – Esse dia marcou, em 1992, na igreja de São Sebastião, do bairro Barro Preto, o início dos nove primeiros encontros semanais que Nossa Senhora pedira a Raymundo Lopes, o que depois viria a ser a Obra Missionária. II – Em 1995, na igreja de São Bento, no bairro São Bento, esse dia se notabilizou por três motivos:...Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 116 - 28 de Janeiro de 2014 Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 116 - 28 de Janeiro de 2014
Teus Sonhos
- Não crês! Não crês na pura e grande Senhora, Que aos míseros mortais dá força e mostra caminhos, Que faz fremir as coisas, que dá guarida a quem precisa, Ao triste e desditoso que sofre. Então, quem movimenta o mundo cristão,Quem faz brotar o lírio no sofrimento, Planície árida? Quem nos dá coragem? Guia os passos do pobre forasteiro. E teu sonho, a dourada fantasia,...Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 115 - 21 de Janeiro de 2014 Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 115 - 21 de Janeiro de 2014
Miroca
- Aquele é Deus, papai? Perguntou Miroca mostrando o sol às portas da alvorada Ao sorrir da manhã. Não é, querida Miroca, mas Deus vem vindo aí para te buscar Trazendo o sol, A luz de cada dia que tu ganhas. É ele quem rendilha A trama inabitável do teu nascer, As rendas das aranhas… não há fio mais fino. É, Miroca, Deus também tece os fios do teu destino,...Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 114 - 07 de Janeiro de 2014 Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 114 - 14 de Janeiro de 2014
Um texto precioso de um sacerdote
- Quão maravilhoso seria o mundo se pelo menos metade dos mais de 400 mil padres católicos pensasse e agisse da forma como este texto sintetiza. Como não adianta chorar sobre leite derramado, vamos rezar para que não fique pior. O artigo trata do tema ainda candente – mas já morrendo – da questão da tal de “pedofilia” no clero...Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 113 - 07 de Janeiro de 2014 Jornal Mãe Peregrina - Ano III - Nº 113 - 07 de Janeiro de 2014
João Paulo II e o Terceiro Segredo de Fátima
- Em novembro de 1980, respondendo aos que perguntavam o porquê de o Terceiro Segredo de Fátima não ter sido publicado após 1960, conforme pedido de Nossa Senhora, disse o Santo Padre:“Pelo seu conteúdo impressionante e para não encorajar a força mundial do comunismo a certas ingerências, os meus predecessores preferiram uma...Continue Lendo

2007 @ Todos direitos reservados para o SIM-Serviço de Informação Mariana