Jornal Mãe Peregrina

Jornal Mãe Peregrina 2016

contactbook32.png

Quem estiver presente no terço realizado por Raymundo e os Missionários do Coração Imaculado na Basílica de Lourdes todas as terças-feiras, será convidado a participar do sorteio que irá definir a pessoa que receberá a imagem de Nossa Senhora em sua casa naquela semana. O sorteio acontece logo após a oração do terço que tem início às 17h. Venha ser também mais um escolhido para esta visita da Mãe de Jesus, porque: quando a imagem chegar em sua casa tenha a certeza de que Nossa Senhora estará presente. A visita é realizada pelos integrantes da Confraria Angélica, que além de rezarem o terço, seguem um roteiro de orações ensinadas por Jesus, Maria, e os anjos Gabriel, Raphael e Uriel a Raymundo Lopes. Em dado momento pede-se alguns minutos de silêncio para que os da casa possam entrar em contato com a visita e peça a Maria o que desejam. A pessoa sorteada escolhe um dia da semana, das 8h às 18h, exceto final de semana e terças-feiras.

 Aprendam a rezar conosco, porque levamos a Mãe a sério.

Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 224 - 10 de Maio de 2016Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 224 - 10 de Maio de 2016
Pentecostes
- Podem todos despertar para a vida do Alto? Logo após pronunciar estas palavras, Yeshua/Cristo entrou em êxtase.Circunstâncias extraordinárias: Apóstolos e discípulos foram todos arrebatados por um transe semelhante, que modificou radicalmente a visão habitual que tinham do mundo. Foi como se ondas de alegria os invadissem. Tiveram todos a impressão que o Espírito se compadecia do sofrimento deles e sentia uma dor intolerável diante da condição humana. Agora o amor do Espírito vinha protegê-los, como a mãe que agasalha ternamente o filho com a chama de seu coração.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 223 - 3 de Maio de 2016Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 223 - 3 de Maio de 2016
A mulher que eu via era de estatura média,firmava-se sobre o altar de mármore.
- Ela se movia e trajava um vestido que me parecia ser seda, descendo-lhe ainda da formosa cabeça um véu branco. Discretamente aparecendo sob o véu, os seus cabelos em duas delicadas porções cingindo-os, graciosa face percebia-se todo o seu rosto. À altura do peito sustinha uma rosa pequena. De repente uma luz, na extremidade do dedo uma grande luz. Sobre os dedos havia mais luz, sendo estas luzes umas maiores e mais belas do que as outras, eram também de diferente intensidade e de diferente beleza.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 222 - 26 de Abril de 2016Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 222 - 26 de Abril de 2016
A meu Deus
- Pega na minha mão, Senhor, e guia-me passo a passo através do dia. Lembra-me que não conseguirei realizar tudo o que desejo nem fazer coisa alguma com perfeição. Só Tu és perfeito e só com o Teu auxílio poderei dar o melhor de mim. Ajuda-me, Deus, a corresponder ao amor que tens por mim, da maneira que mais se aproximar da certa. Desperta-me da inércia dos sonhos que nunca tento concretizar, da gratidão que não procuro expressar. Sei que não tenho grandes recursos, mas ajuda-me a não ser nem preguiçoso nem orgulhoso para tomar as providências de que eu seja capaz.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 221 - 19 de Abril de 2016Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 221 - 19 de Abril de 2016
As mudanças de Aliança, que Daniel nos fala, só são visíveis ao olho interior
- Um trabalho por trás dos cenários da realidade, poucos se dão conta dele, daí a surpresa e o espanto quando surge um cenário novo. O essencial deste trabalho está mais nos acontecimentos do que na intimidade dos diálogos de Daniel com o mundo e consigo mesmo. O essencial está na modificação subterrânea das consciências, nas transformações muito sutis da textura dos pensamentos, das sensibilidades, da cultura. É ali que se efetua o trabalho invisível que modificará, um dia, todo o cenário das Igrejas.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 220 - 12 de Abril de 2016Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 220 - 12 de Abril de 2016
As mudanças de Aliança, que Daniel nos fala, só são visíveis ao olho interior
- Um trabalho por trás dos cenários da realidade, poucos se dão conta dele, daí a surpresa e o espanto quando surge um cenário novo. O essencial deste trabalho está mais nos acontecimentos do que na intimidade dos diálogos de Daniel com o mundo e consigo mesmo. O essencial está na modificação subterrânea das consciências, nas transformações muito sutis da textura dos pensamentos, das sensibilidades, da cultura. É ali que se efetua o trabalho invisível que modificará, um dia, todo o cenário das Igrejas.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 219 - 5 de Abril de 2016Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 219 - 5 de Abril de 2016
O Menino Dourado
- Era uma vez um lindo Céu pintado de todas as cores do arco-íris e mais outras que no mundo não existe. Nele habitava uma luz tão linda que sorria e tornava feliz todo o Céu. Essa luz tinha três cores: A cor branca, que criava tudo o que existia. A vermelha, que enchia de amor todo o Céu. A amarela, que iluminava e fazia resplandecer todas as cores com um brilho muito especial. A luz de três cores via que a terra estava muito triste. Havia muita violência, briga, inveja, assassinato, guerra, doença e muitas outras coisas ruins. Havia também fumaça e escuridão, que não deixavam ver as coisas lindas da terra. E havia muita coisa sem cor, porque uma nuvem negra tinha invadido a terra.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 218 - 29 de Março de 2016Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 218 - 29 de Março de 2016
O Sínodo do Papa Morto Synodus Horrenda
- Sínodo do Papa Morto –Synodus Horrenda e julgamento do cadáver do Papa Formoso, que aconteceu na Basílica de São João de Latrão, em Roma, no ano de 897. Para o julgamento, o corpo de Formoso, morto nove meses antes, foi exumado, vestido com insígnias e ornamentos e posto num trono e, então, o Papa Estêvão VII, seu sucessor, pôde imputar ao cadáver de Formoso as acusações das quais foi considerado culpado, lendo-as diante do inerte corpo.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 217 - 15 de Março de 2016Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 217 - 15 de Março de 2016
O Sínodo do Papa Morto Synodus Horrenda
- Sínodo do Papa Morto –Synodus Horrenda e julgamento do cadáver do Papa Formoso, que aconteceu na Basílica de São João de Latrão, em Roma, no ano de 897. Para o julgamento, o corpo de Formoso, morto nove meses antes, foi exumado, vestido com insígnias e ornamentos e posto num trono e, então, o Papa Estêvão VII, seu sucessor, pôde imputar ao cadáver de Formoso as acusações das quais foi considerado culpado, lendo-as diante do inerte corpo.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 216 - 8 de Março de 2016Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 216 - 8 de Março de 2016
Onde mora Deus?
- Uma manhã, quando meu filho Frederico tinha 6 anos, ao assistir-me fazendo a barba, de repente perguntou-me: - Onde mora Deus? - Num poço. - respondi distraidamente. - Oh, papai! - exclamou Frederico, diante da tolice de minha resposta. Durante o café, minha esposa perguntou-me: - Que foi que você andou dizendo ao Frederico acerca de Deus morar num poço? - Num poço? Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 215 - 1 de Março de 2016Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 215 - 1 de Março de 2016
Talvez a loucura tenha começado pelos remédios.
- A invenção pareceu entusiasmar as fábricas, pois os remédios e produtos de limpeza chegaram cada vez mais lacrados por camadas daquele material resistente, reforçado com coisas que nunca vimos. Onde antes os dedos agiam, passou-se a usar facas afiadas e precisão cirúrgica. Acidentes domésticos aumentaram, mas o lacre continuava a vir junto com outra embalagem plástica que não rasga nunca, só estica, por mais que se fizesse força.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 214 - 23 de Fevereiro de 2016 Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 214 - 23 de Fevereiro de 2016
O Pai Nosso
- Jesus, ao nos ensinar a orar, nos ensina a oração do Pai Nosso. Nossa primeira percepção é de que Jesus está nos ensinando a orar. Mas, se nós formos ler com mais acuidade, mais atenção, se nós formos dar valor a toda aquela catequese do Cristo, veremos que Jesus está nos chamando a atenção para o livre arbítrio. Nos versículos anteriores, Jesus diz que “tudo que ligares na terra será ligado no Céu e tudo que desligares na terra será desligado no Céu”. Jesus nos chama a atenção, na oração do Pai Nosso, para a seguinte idéia: se se perdorar aquelas pessoas que te tem ofendido, Deus vai perdoar os teus pecados. Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 213 - 16 de Fevereiro de 2016 Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 213 - 16 de Fevereiro de 2016
O Pai Nosso
- Jesus, ao nos ensinar a orar, nos ensina a oração do Pai Nosso. Nossa primeira percepção é de que Jesus está nos ensinando a orar. Mas, se nós formos ler com mais acuidade, mais atenção, se nós formos dar valor a toda aquela catequese do Cristo, veremos que Jesus está nos chamando a atenção para o livre arbítrio. Nos versículos anteriores, Jesus diz que “tudo que ligares na terra será ligado no Céu e tudo que desligares na terra será desligado no Céu”. Jesus nos chama a atenção, na oração do Pai Nosso, para a seguinte idéia: se se perdorar aquelas pessoas que te tem ofendido, Deus vai perdoar os teus pecados. Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 212 - 26 de Janeiro de 2016 Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 212 - 26 de Janeiro de 2016
iz-me na escola de Miryam, porque a paz de Deus é possível.
- Miryam, faz de mim um meio de tua comunicação, porque onde tantos jogam com a falta de fé, que eu leve a tua palavra. Onde tantos procuram ser servidos de tuas graças, que eu leve a tua alegria. Onde tantos fecham as mãos para bater, que eu abra meu coração para acolher. Miryam, tantos adoram as máquinas, computadores, celulares, que eu saiba venerar a tua presença. Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 211 - 19 de Janeiro de 2016 Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 211 - 19 de Janeiro de 2016
Papa Silvestre II apontado como uma das figuras mais curiosas da história da Igreja
- Nascido na França, no ano de 930, teve a glória de ser o primeiro a publicar os algarismos do sistema indo-arábico e indicar as quatro primeiras operações com esses algarismos. Na memorável dinastia espiritual milenária dos sumos pontífices devemos destacar de modo especial a figura de Silvestre II, que foi matemático e por todos os títulos a de homem mais sábio do seu tempo. Os historiadores apontam Silvestre II como pioneiro da divulgação no ocidente latino do sistema de numeração indo-arábica. No longo destilar dos séculos, Silvestre II foi o único papa geômetra.Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 210 - 12 de Janeiro de 2016 Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 210 - 12 de Janeiro de 2016
A Menina
-Uma verdade e uma realidade tão diferentes de tudo que conheço, de tudo que acreditava, que duvidei por vezes de sua existência. É preciso enfiar o rosto na experiência para que a visão de Miryam, e nossa agitação da mente, não apague as experiências da Igreja Romana e não mergulhe no sono após alguns instante de consciência. Há certamente uma sabedoria ali e um caminho que leva a esta sabedoria. Toda a palavra como cura e libertação possui um sentido, mas está longe de nós. Mesmo assim continuamos a empregá-la, como essa menina que discute sobre Yeshua, menina sem ter a menor ideia do que significam estas coisas. Continue Lendo

Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 209 - 05 de Janeiro de 2016 Jornal Mãe Peregrina - Ano V - Nº 209 - 05 de Janeiro de 2016
Era da mansidão
- Areligião dos magos era a mesma do sábio Zoroastro, é uma religião quase monoteísta. Essa religião, que dominou medos e persas e influenciou assírios e caldeus, atribuía uma ação benéfica aos astros. Sendo uma religião que venera os astros, é natural que os magos fossem grandes astrônomos. Alguns deles passavam suas noites sobre as montanhas observando os astros. Pela tradição católica romana, os magos eram em número de três, mas para os armênios, ortodoxos e coptas são em números de doze. A certeza dos católicos romanos é baseada no número de presentes que Yeshua recebeu: ouro, incenso e mirra; mas todos nós sabemos que o número três é o número da perfeição.Continue Lendo

2007 @ Todos direitos reservados para o SIM-Serviço de Informação Mariana