mensagem-de-nossa-senhora-raymundo-lopes

Vocês estão vivendo um tempo de confusão

Terça-feira, 20 de abril de 1993

Primeiro Mistério
Filhos queridos! A vida na terra tem como finalidade levá-los à vida eterna. Ela passa por caminhos que os iludem com promessas enganosas e sem propósito para o que os espera no Céu. Esta é a razão porque muitas almas se perdem. Meu Filho deixou para vocês um mandamento chave: Amai-vos uns aos outros. Somente através do amor fraterno é possível passar este tempo sem se deixar iludir pelas forças do mal.

Segundo Mistério
Vocês estão vivendo um tempo de confusão, onde o que falo é distorcido, de tal forma, que se tornam palavras aparentemente sem sentido prático no meio em que vivem. A noção do pecado ficou tão relegada a um plano inferior que, com a facilidade com que aceitam tudo sem questionamento, o mal, muitas vezes, lhes fala dando a impressão de serem palavras sadias. Rezem e vigiem, para que não caiam em tentação.

Terceiro Mistério
Prestem atenção nos meus sinais, para que possam discernir onde está o bem e onde está o mal. Aprendam a se-parar o trigo do joio. Rezem e não se afastem da Eucaristia, para que Eu possa ajudá-los.

Quarto Mistério
O mal está em toda parte. Não exagero, quando insisto que orem a Deus para que lhes mostre onde está o pecado. Quando os alerto sobre o mal, estou alertando sobre tudo aquilo que não os levará a Deus. O que é da terra, permanecerá na terra, O Céu somente é compatível com o bem. Deus nos criou para amarmos uns aos outros. Fora disso, a vida não tem sentido.

Quinto Mistério
Desejo deixar uma mensagem de esperança, nestes tempos tão difíceis. Eu estou com vocês, empenhando tudo nesta tarefa medianeira. E isto torna-se possível e surte efeito porque amo.

Obrigada por terem atendido a Meu chamado.

Aperte o play abaixo e escute a Mensagem de Nossa Senhora

Comentário:

Teoricamente, o Terço de hoje deverá ser o último a ser rezado na Basílica de Lourdes, em Belo Horizonte, em preparação à mensagem semanal. A proibição, determinada por Dom Serafim Fernandes de Araújo, foi comunicada a Raymundo, através da carta assinada pelo padre João Batista Megale, pároco daquela Basílica. Só Nossa Senhora poderá nos dizer o caminho a seguir. Temos certeza de que, do Céu, Ela não nos abandonará, porque esta obra é dela e não nossa. Adverte-nos que estamos vivendo tempos confusos, mas se mantém presente a fim de que sejamos fortalecidos e não abandonemos a fé. Lembra-nos ainda que somente empunhando a bandeira da mansidão e da humildade, faremos cair por terra a arrogância e a violência. “Perseguem-me sem razão os poderosos, meu coração, porém, só teme vossas palavras” (Sl 118,161).

2007 @ Todos direitos reservados para o SIM-Serviço de Informação Mariana