mensagem-de-nossa-senhora-raymundo-lopes

Dar preferência aos que não podem retribuir

Terça-feira, 05 de setembro de 1995

Meus filhos! 
Disse que falaria sobre aquilo que Jesus ensinou por meio de Suas palavras no Evangelho. Desejo, portanto, que examinem suas vidas e percebam que o Pai que está no Céu nos criou iguais, porque em Seu Reino não existe lugar para a competição.
Vocês estão vivendo uma época angustiante, em que o vale-tudo é a regra básica da conquista terrena.
Quero que entendam que a Justiça de Deus não pode ser medida pelos parâmetros do homem. Portanto, façam distinção àqueles impossibilitados de retribuição na terra, para que Deus os distinga no Céu.
Esta é a regra básica para se desejar o Reino de Deus.
A vontade em se destacar dos demais cria na alma de vocês uma ansiedade materializante, que os leva à condição de escravos da conquista e do sucesso.
Meus filhos, isto não é vida, é um arrastar-se sobre a terra em busca de uma segurança que somente poderá ser encontrada na confiança de que temos, no infinito, um Pai que sabe o que nos convém. Invistam na humildade na terra, para que sejam exaltados na glória de Deus.

Obrigada por terem atendido a Meu chamado.

Aperte o play abaixo e escute a Mensagem de Nossa Senhora

Comentário:

Vejam com que simplicidade Nossa Senhora lembra a passagem de Lucas 14,13: “Mas quando deres um banquete, convida os pobres, os aleijados, os coxos e os cegos. E serás feliz por eles não terem com que te retribuir; ser-te-á retribuído na ressurreição dos justos”. Com palavras diretas e precisas, pede-nos a vivência da humildade e classifica de “ansiedade materializante” a nossa corrida atrás do sucesso na terra. Teólogos, teólogos, isso não lhes diz nada? 
Neste dia, terminada a mensagem, ela ensinou a Raymundo mais uma linda oração: Toca-me, Senhor! (veja-a no menu orações).

2007 @ Todos direitos reservados para o SIM-Serviço de Informação Mariana