3 Sejam juízes de si mesmos - mensagem de nossa senhora
mensagem-de-nossa-senhora-raymundo-lopes

Sejam juízes de si mesmos

Terça-feira, 24 de outubro de 1995

Meus filhos! 
Tenho-lhes falado sobre a fé e tenho também tentado alertá-los, no mundo todo, da necessidade de tê-la, para que a vida tenha sentido.
Jesus disse que, ao retornar à terra, a encontrará submersa na apostasia. Isto pode ser atenuado, porque a misericórdia de Deus age em cima da vontade humana, quando estamos predispostos, na humildade, a participar do convívio com o Céu, amando-O na pessoa do próximo.
Sejam juízes de vocês mesmos, para que possam compreender o valor e a necessidade de se praticar a justiça.
Deus atenderá àqueles que clamam por justiça, no tempo certo, no momento adequado, porque somente Ele conhece o tempo certo e adequado que nos convém.
Meus filhos amados, atendam os meus pedidos à conversão, e verão nascer dentro de si novos valores, que produzirão frutos na vida eterna.

Obrigada por terem atendido a Meu chamado.

Aperte o play abaixo e escute a Mensagem de Nossa Senhora

Comentário:

Nossa Senhora refere-se aqui ao Evangelho de Lucas 18,8: “Quando o Filho do Homem voltar, encontrará fé sobre a terra”? Observemos com que domínio Maria se refere ao assunto e, ao mesmo tempo, nos exorta a sermos juízes de nós mesmos, isto é, responsáveis por nossos atos. Deus conhece nossas necessidades! Apesar de tal certeza, é ínfimo o número dos que reconhecem isto. Ao retomar o assunto da responsabilidade de nossos atos em questão de fé, ela nos coloca inevitavelmente em juízo, pois somos responsáveis pelo testemunho de Deus em nossa vida e na de nossos filhos. Podemos mudar a terra e construir novos valores, se deixarmos a vontade de Deus agir em nós. Deus age em cima de nossa vontade, quando nos dispomos a aceitar a dEle. Deus é a vontade suprema que nos aponta o caminho da felicidade na terra.

2007 @ Todos direitos reservados para o SIM-Serviço de Informação Mariana