mensagem-de-nossa-senhora-raymundo-lopes

O mal se alastra na Igreja

Terça-feira, 08 de outubro de 1996

Meus filhos queridos! 
Está chegando a hora do retorno de Jesus para resgatar a Igreja, antes que seja tarde demais. Presencio, nestes dois milênios, uma Igreja carcomida por uma gama vergonhosa de pecados, completamente absorta à terra, afastando-se do objetivo para o qual foi criada, que é direcioná-los ao Céu.
Isto deixa meu espírito em estado de alerta, numa inquietante expectativa em mostrar-lhes, o mais rápido possível, os sinais evidentes do retorno glorioso do Cristo.
Rezo por vocês, meus pequenos mensageiros no mundo inteiro, porque, entregues a esse covil de assassinos do espírito, que sacrificam e confundem suas mentes com embustes terrenos e demoníacos, levarão muitos a traírem a vontade divina em não mistificar minha presença na terra.
O mal se alastra na Igreja e observo, desarmada por tanto desamor e infidelidade de seus bispos, arcebispos e cardeais, o meu prediletíssimo Filho, vítima inocente do poder emanado de uma maçonaria eclesiástica, cair indefeso, diante da força ditada pelo interesse em levar ao trono de Pedro aquele que a go-vernará pela iniqüidade.
Rezem para que a Divina Misericórdia do Pai se faça presente; caso contrário, não vejo como segurar, por mais tempo, o braço de Jesus.
O meu tempo está chegando ao fim.

Obrigada por terem atendido a Meu chamado.

Aperte o play abaixo e escute a Mensagem de Nossa Senhora

Comentário:

A presente mensagem, transmitida justamente no dia seguinte ao da hospitalização do Papa, mostra a preocupação de Nossa Senhora com seu “prediletíssimo filho, vítima inocente do poder emanado de uma maçonaria eclesiástica”, a qual está se preparando para “levar ao trono de Pedro aquele que governará a Igreja pela iniqüidade”. E promete rezar também por seus “pequenos mensageiros” que, espalhados pelo mundo, procuram tornar conhecidas as mensagens das suas mais recentes aparições, mas que tantas vezes se sentem patrulhados e cerceados por um verdadeiro “covil de assassinos do espírito, que sacrificam e confundem suas mentes com embustes demoníacos”.

2007 @ Todos direitos reservados para o SIM-Serviço de Informação Mariana