Notícias da Igreja no Brasil

Em homilia, Dom Hummes reforça apelo pela Amazônia

Representante do Papa no Congresso Eucarístico Nacional pediu esforços para preservar a Amazônia, dom de Deus
Em homilia, Dom Hummes reforça apelo pela Amazônia

 

A Amazônia foi o tema central da Missa desta sexta-feira, 19, no Congresso Eucarístico Nacional, em curso em Belém (PA). Quem presidiu a celebração na Catedral Metropolitana de Belém foi o enviado do Papa Francisco para a ocasião, Cardeal Cláudio Hummes.

Dom Cláudio disse que essa é uma oportunidade de louvar a Deus pelo dom da criação, em especial pelo paraíso que é a Amazônia, região comum a nove países, estando a maior porção (dois terços) em território brasileiro.

O cardeal de São Paulo preside a Comissão Especial da CNBB para a Amazônia e partilhou com os fiéis a preocupação diante da devastação da floresta e a responsabilidade de cada um em preservá-la. Esse dever cabe, em especial, aos que acreditam em Deus criador, pois são conscientes de que Ele criou tudo e confiou ao ser humano o cuidado com a criação.

“(Deus) Entregou aos seres humanos o planeta para que dele tirassem o sustento e vivessem com dignidade, mas ao mesmo tempo, para que soubesse cuidar do planeta (…) Deus é o criador, mas Ele nos deu essa responsabilidade. Ele conta conosco e um dia, no final dos tempos, vai conferir conosco como correspondemos a essa responsabilidade que Ele nos confiou”.

Não faltou na homilia de Dom Cláudio uma menção aos esforços do Papa Francisco nesse sentido. O Pontífice fala do cuidado com a casa comum na encíclica Laudato sí, documento publicado em 18 de junho de 2015 e que teve boa recepção mundialmente, e não só entre católicos. O convite do Papa, lembrou Dom Hummes, é para uma verdadeira “conversão ecológica” e para o louvor a Deus pelo dom da Criação.

Crise no planeta e esperança de futuro

A missão confiada aos homens foi de usufruir e cuidar da criação, não de destruir, mas é isso que está acontecendo, ressaltou o Cardeal de São Paulo. Ele lembrou que, no ano passado, líderes mundiais se reuniram em Paris para a Conferência sobre o Clima (COP 21)a fim de discutir como deter o aquecimento global.

“Ele (o aquecimento global) vai acabar com esse planeta. Isso é urgente”, disse o cardeal, deixando, porém, um sinal de esperança. “Ainda é possível salvar o planeta, mas ainda temos que começar a salvar (…) A Igreja na Amazônia está aqui para assumir isso com força, ajudar o nosso povo a pensar sobre isso, a pensar no que fazer, o que exigir dos governos”, disse Dom Cláudio, enfatizando a necessidade de entregar às gerações futuras uma Amazônia bonita, viável e saudável.

Além do trabalho da Igreja na Amazônia, Dom Cláudio mencionou o trabalho desempenhado pela Comissão especial da CNBB, que busca conscientizar o restante da Igreja no Brasil sobre sua responsabilidade com a Igreja na Amazônia. Há também a Repam – Rede Eclesial Pan-Amazônica, composta por bispos, religiosos e órgãos como o Celam (Conselho Episcopal Latino-americano) e a Caritas. O objetivo é estabelecer um esforço conjunto pela causa amazônica.

“A criação espera o dia da libertação. Tudo isso será um dia retomado, Deus transformará tudo, mas vai conferir conosco no final”. Dom Cláudio destacou que não se trata de encarar a situação com desespero, mas com determinação e alegria, consciente de que Jesus acompanha esse caminho.

O Congresso

O Congresso Eucarístico Nacional começou nesta segunda-feira, 15, e vai até domingo, 21. O objetivo do evento é tornar visível para todo o país a força da Eucaristia e a ação missionária na Amazônia.

Com o tema “Eucaristia e Partilha na Amazônia Missionária”, o evento acontece no ano do quarto centenário do início da evangelização na Amazônia e da fundação da cidade de Santa Maria de Belém do Grão Pará.

 

Fonte do site canção nova

2007 @ Todos direitos reservados para o SIM-Serviço de Informação Mariana