Notícias da Igreja no Brasil

Igreja católica se prepara para Festa da Divina Misericórdia

Instituída por São João Paulo II no ano 2000, a festa é celebrada no segundo Domingo da Páscoa

Canonização de Madre Teresa terá


Neste domingo, 8, a Igreja no Brasil e no mundo celebra a Festa da Misericórdia. Instituída por São João Paulo II no ano 2000, a festa é celebrada no segundo Domingo da Páscoa e é de valorização da experiência mística de Santa Faustina Kowalska.

No Vaticano, o Papa Francisco presidirá a Santa Missa na Basílica Vaticana às 10h30 (hora local). No Brasil, várias iniciativas marcam a data, como programações especiais na Comunidade Canção Nova e nas Arquidioceses de Belo Horizonte, Brasília e do Rio de Janeiro.

A Comunidade Canção Nova iniciará a Festa da Misericórdia nesta sexta-feira, 6. Com o tema: “Somos a geração da misericórdia — preparamos a vinda do Senhor”, o evento é de preparação dos católicos para a vinda de Jesus, na vivência do tempo da Misericórdia. De acordo com a missionária e pregadora do encontro, Daniela Miranda, a Canção Nova está se empenhando na preparação do encontro.

“Deus envia este tempo da misericórdia, para que todos sejam curados, antes de sua vinda, e nós como comunidade católica, devemos fazer com que todos estejam preparados para o dia da justiça”, afirmou a missionária. Na programação haverá celebração da Santa Missa, Terço da Misericórdia, Benção Solene da Imagem de Jesus Misericordioso, Pregações e Shows.

Em Belo Horizonte, a Tenda Cristo Rei, da Catedral Cristo Rei, terá momentos de oração que começam às 9h, com Missa presidida pelo bispo auxiliar, Dom Vicente de Paula Ferreira. Também serão celebradas Missas às 11h, presidida pelo bispo auxiliar, Dom Otacílio Ferreira de Lacerda, e às 15h pelo arcebispo Dom Walmor Oliveira de Azevedo. Das 9h às 17h, os peregrinos participarão da adoração ao Santíssimo Sacramento. 

Na Arquidiocese de Brasília, as Paróquias e Comunidades realizarão diversas atividades. As Paróquias Nossa Senhora Auxiliadora, Mãe da Divina Misericórdia, Verbo Divino, Nossa Senhora da Consolata, Nossa Senhora da Paz, Senhor Bom Jesus, São Paulo Apóstolo, Imaculado Coração de Maria, Sagrada Família e São José terão desde novena e tríduos, até terços, procissões e missas. As comunidades da Divina Misericórdia, Chagas Redentora, Nossa Senhora Aparecida, Obra de Maria, Luz Divina, Vida Nova e Renascidos de Pentecostes também estão inclusas em programações do festejo.

No período da tarde deste domingo, 8, na Catedral Metropolitana da Arquidiocese do Rio de Janeiro, ocorrerá a entrada da imagem de Nossa Senhora e dos quadros de São João Paulo II, Santa Faustina e Jesus Misericordioso. Uma palestra sobre “Misericórdia” – com o abade do Mosteiro de São Bento, Dom Felipe da Silva – será realizada, seguida do terço da Misericórdia e Missa presidida pelo arcebispo local, Cardeal Dom Orani Tempesta.

História da Festa e Revelação de Jesus a Santa Faustina

A Festa da Misericórdia era tradicionalmente celebrada na Polônia por Santa Faustina Kowalska, religiosa pertencente à Congregação das Irmãs de Nossa Senhora da Misericórdia, hoje reconhecida como a apóstola da Divina Misericórdia. Segundo a santa, o festejo era realizado a pedido do próprio Jesus Cristo e visava a propagação da Divina Misericórdia. As aparições de Jesus à religiosa foram registrados em seu diário.

De acordo com os escritos, Jesus pediu à Irmã que fosse realizada a Festa da Misericórdia em toda a Igreja; pedido apontado, pelo menos, em 15 momentos nas anotações, como cita um trecho retirado do diário da religiosa.

“Desejo que a Festa de Misericórdia seja refúgio e abrigo para todas as almas, especialmente para os pecadores. Nesse dia estão abertas as entranhas da minha Misericórdia. Derramo todo o mar de graças nas almas que se aproximarem da fonte da minha Misericórdia. A alma que se confessar e comungar alcançará o perdão das culpas e castigos. Nesse dia estão abertas todas as comportas divinas, pelas quais fluem as graças… Desejo que seja celebrada solenemente no primeiro domingo depois da Páscoa. A humanidade não terá paz enquanto não se voltar à fonte da minha Misericórdia” (Diário no.699).

 

Fonte do site ACI

2007 @ Todos direitos reservados para o SIM-Serviço de Informação Mariana