Notícias da Igreja no Brasil

Estudo 104 da CNBB recebe contribuições enviadas pelas dioceses

Estudo-104-da-CNBB-recebe-contribuicoes-enviadas-pelas-dioceses

Seis meses após o envio do Estudo 104 às dioceses do Brasil, a Comissão Episcopal para o Tema Central da 52ª Assembleia Geral da CNBB recebeu diversas contribuições dos regionais e dioceses que serão aplicadas ao texto. Desde o mês de maio, o tema “Comunidades de comunidade: uma nova paróquia” vem sendo refletido em assembleias diocesanas e paroquiais, encontros nacionais, seminários e formações de lideranças, com o objetivo de refletir sobre a renovação paroquial.

A comissão de redação do tema central constituída por bispos e assessores, esteve reunida de 11 a 14 de novembro, na sede da CNBB, para dar encaminhamento a redação do texto que recebeu ajustes a partir das contribuições sugeridas pelas dioceses e regionais. O arcebispo de Manaus e presidente da Comissão para o Tema Central da 52ª AG, dom Sérgio Castriani, explica que o texto ampliado será enviado aos bispos para que apresentem emendas. Na Assembleia Geral de 2014, o estudo receberá aprovação para se tornar um Documento da CNBB.

Dom Sérgio avalia positivamente a participação das comunidades e paróquias ao estudarem o texto. De acordo com o bispo, os resultados refletem o trabalho dedicado das igrejas particulares. “Existe a necessidade, não apenas, de elaborar um texto, mas um programa com pistas e indicações para uma renovação paroquial”, explica.

Segundo dom Sérgio, a temática sobre a renovação paroquial não é algo recente, mas está presente nos textos do Concílio Vaticano II, das Assembleias Episcopais de Puebla, Medelin, Santo Domingo, e mais recentemente no Documento de Aparecida e nas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil.

O bispo destaca ainda a participação dos leigos na renovação paroquial e diz que os fiéis têm apontado caminhos para essa mudança. “Houve uma grande participação dos leigos em todos os níveis, desde as pequenas comunidades, conselhos comunitários e de área pastoral. Sabemos que a renovação paroquial depende da conversão das pessoas que formam a paróquia”.

Fonte do site Canção Nova

2007 @ Todos direitos reservados para o SIM-Serviço de Informação Mariana