oracoes-da-obra-missionaria

Esta é a imagem mais antiga da Virgem Maria?


Esta é a imagem mais antiga da Virgem Maria?

 

Na igreja cristã mais antiga conhecida, localizada na Síria, uma pintura em uma de suas paredes poderia ser considerada uma das imagens mais antigas na história da Virgem Maria.

Foi o que explicaram alguns arqueólogos que pesquisaram a imagem que representa uma mulher inclinada sobre um poço. Esta figura está impressa em um pequeno batistério da Igreja Dura-Europos, que data do século III e foi descoberta em escavações antes da Segunda Guerra Mundial.

A confirmar-se a data, esta imagem seria apenas superada em antiguidade pela imagem das Catacumbas de Priscila em Roma, na qual aparece a Virgem Maria amamentando o Menino Jesus, a qual é do ano 150 d.C.

Em um recente artigo intitulado “As primeiras representações a Virgem Maria” da revista sobre arqueologia bíblica, Biblical Archeology Review, a especialista Mary-Joan Leith indicou que, embora alguns pesquisadores acreditem que a cena da mulher corresponde à samaritana que fala com Jesus perto do poço de Jacó (Jo 4,1-42), hoje se discute outra possibilidade.

Leith revisou o argumento do estudioso Michael Peppard de que o retrato não representa a mulher samaritana, mas a Virgem Maria no momento da Anunciação, quando o anjo Gabriel lhe anuncia que levará o Filho de Deus em seu ventre.

“Como explica Peppard, a Anunciação de Dura-Europos não está baseada em Lucas 1,26-38, mas no Protoevangelho de São Tiago, um texto apócrifo do século II que narra a vida de Maria até o nascimento de Jesus”, expressou Leith.

A especialista acrescenta que, de acordo com o texto apócrifo, Maria “tomou o cântaro e saiu para enchê-lo de água e eis que uma voz disse: ‘Salve, cheia de graça! O Senhor está contigo, bendita és entre as mulheres!’. E olhou à sua direita e à sua esquerda para ver de onde poderia ter vindo esta voz”.

Se a interpretação de Peppard é correta, isso faria com que o retrato na igreja Dura-Europos fosse a imagem mais antiga da Virgem Maria.

Segundo Leith, outras primeiras imagens da Virgem Maria podem lançar luz sobre as crenças cristãs nos primeiros séculos.

“Entre os quebra-cabeças está a forma como os cristãos viram a mãe de Jesus, Maria, nos primeiros séculos do cristianismo. O status de Maria no cristianismo só se fez oficial em 431 quando o Concílio de Éfeso lhe outorgou o título de Theotokos (Mãe de Deus)”, assinalou.

Finalmente, a especialista indicou que “a informação sobre o significado de Maria antes, seja visual ou textual, é surpreendentemente escassa, entretanto, a arqueologia proporcionou algumas pistas úteis”.

 

Fonte do site acidigital.com

2007 @ Todos direitos reservados para o SIM-Serviço de Informação Mariana