Obra Missionária

Os Dons do Espírito Santo - Ciência

 

Os Dons do Espírito Santo - Ciência

“A vida moral dos cristãos é sustentada pelos dons do Espírito Santo. Estes são disposições permanentes que tornam o homem dócil para seguir os impulsos do mesmo Espírito. Os sete dons do Espírito Santo são: Sabedoria, Inteligência (ou Entendimento), Conselho, Fortaleza, Ciência, Piedade e Temor de Deus. Em plenitude, pertencem a Cristo, filho de David. Completam e levam à perfeição as virtudes daqueles que os recebem. Tornam os fiéis dóceis na obediência às inspirações divinas.” (Catecismo da Igreja Católica – 1830 e 1831)

Nossa Senhora nos fala sobre os dons do Espírito Santo:
Através de uma graça infinita de Deus, falo e é necessário que me escutem e libertem-se de falsos conceitos que visam, tão-somente, desestabilizar todo o sentido de minha Obra, nestes tempos decisivos. É a Igreja que se anima neste Pentecostes grandioso, fornecendo conforto materno, convidando-os a receber os dons do Espírito Santo, para que façam maravilhas.
Antes que o enorme contingente de jovens coabite com o mal, está se tornando necessária uma reação urgente contra a impureza. Portanto, façam com que sejam antes fertilizados com os dons do Espírito Santo, para que Jesus possa nascer no coração de todos eles. Quero estreitá-los num afetuoso abraço, unindo o meu Coração Imaculado, o Sagrado Coração de Jesus e o de vocês, para que experimentem, no meu seio materno, o calor do amor que constrói esse desejo do Espírito de Deus.”

Hoje veremos sobre do dom do Ciência

Com o dom da Ciência, somos capazes de discernir e descobrir a vontade do Senhor em todas as coisas e julgar tudo ao nosso redor de acordo com a perspectiva divina. O dom da Ciência é, geralmente, chamado de “a ciência dos santos”, porque permite que aqueles que o possuem rapidamente diferenciem os impulsos e tentações das inspirações da graça. Este dom nos torna capazes de aperfeiçoar a inteligência, onde as verdades reveladas e as ciências humanas perdem a sua inerente complexidade; nossas habilidades com as coisas acentuam-se progressivamente em determinadas áreas, conforme nossas inclinações culturais e científicas, sempre segundo os desígnios divinos, mesmo que não nos apercebamos disso. Todo o saber vem de Deus.
O dom da Ciência permite ao homem perceber e sentir, através da natureza e dos acontecimentos do dia-a-dia, a presença e a linguagem de Deus. Quem possui o dom da Ciência consegue louvar a Deus olhando para as belezas da natureza, para a beleza de um jardim, das montanhas, da água do mar, do céu azul, das estrelas. Através da natureza, a alma lê e louva o seu Deus, agradecendo-lhe enquanto observa uma linda flor. Em vez de ficar fixo apenas na beleza da flor, louva o autor da criação, louva o Criador.
Ouçamos a Mãe de Deus:
“A lógica serve muito bem para usos práticos de todos os tipos, mas não para uma realização pessoal mais profunda. Para o conhecimento e a percepção daquilo que não se explica pela razão, o caminho é a fé e a interiorização. É um caminho aberto a qualquer um; no entanto, é necessário querer segui-lo para que as portas do infinito se abram e conheçam o extraordinário.
Jesus, ao se transfigurar diante de testemunhas, quis dar prova de Sua divindade, para que possamos ter consciência do Seu poder, e deixou que essas testemunhas tivessem contato com a eternidade.
Eu os conscientizei, dando-lhes como sinal o meu escudo; ensinei-os, com Jesus, a unirem nossos Corações em prol da Igreja, e lhes mostrei como chamar sobre vocês o Espírito Santo.”

2007 @ Todos direitos reservados para o SIM-Serviço de Informação Mariana