Obra Missionária

Os Dons do Espírito Santo - Piedade

 

Os Dons do Espírito Santo - Piedade

“A vida moral dos cristãos é sustentada pelos dons do Espírito Santo. Estes são disposições permanentes que tornam o homem dócil para seguir os impulsos do mesmo Espírito. Os sete dons do Espírito Santo são: Sabedoria, Inteligência (ou Entendimento), Conselho, Fortaleza, Ciência, Piedade e Temor de Deus. Em plenitude, pertencem a Cristo, filho de David. Completam e levam à perfeição as virtudes daqueles que os recebem. Tornam os fiéis dóceis na obediência às inspirações divinas.” (Catecismo da Igreja Católica – 1830 e 1831)

“Jesus falou a todos os pecadores, de todas as raças e nações, e sobre todos mandou, em abundância, os dons do Espírito Santo.”

Hoje veremos sobre do dom do Piedade

É uma graça de Deus na alma, que proporciona salutares frutos de oração e práticas de piedade ensinadas pela Santa Igreja. Inspira compaixão pelo sofrimento alheio;sentimento de ternura, obediência, admiração e afeto com relação a Deus como Pai.Este dom propicia, também, ter na devida conta e apreço o valor da vida e tudo o que a mantém e suporta.
Nos dias de hoje, considerando a população mundial, há poucas, muito poucas pessoas que acham prazer em ser devotas e piedosas; as poucas que o são, tornam-se geralmente alvo de desprezo ou escárnio de pessoas que têm outra compreensão da vida. Realmente, é grande a diferença que há entre um e outro modo de viver. Resta saber qual dos dois satisfaz mais à alma, qual dos dois mais consolo lhe dá na hora da morte, qual dos dois mais agrada a Deus. Não é difícil acertar a solução do problema. Num mundo materialista e distante de Deus, peçamos a graça da Piedade, para que sejamos fervorosos no cumprimento das Escrituras.
O dom da Piedade inclina o cristão à oração, ao louvor, à adoração, à contemplação; leva o cristão a sentir gosto pela oração, sentir desejo e gosto de estar com Deus, gosto em rezar e em falar com Deus através da oração.
O dom da Piedade faz com que a pessoa não se canse de rezar e se sinta bem a rezar. Através deste dom, Deus vai revelando aspectos espirituais que muitos não percebem.
A alma piedosa tem mais luzes e percebe melhor as coisas a nível espiritual. Aquele que não reza não percebe, não entende e não vê porque não lhe é permitido ver.
Há pessoas que dizem: “Mas padre, eu rezo tanto!” e eu pergunto: “Como reza?”. Não basta rezar, é preciso rezar bem, meditando nas palavras e nos mistérios que contemplamos da vida de Jesus. Experimentem rezar bem, compenetrados, e verão as maravilhas que Deus irá realizar nas vossas almas.É lindo rezar bem. A pessoa sente na alma uma grande paz, suavidade, gozo e alegria.

Alerta-nos a Santa Senhora:
“Não adianta proclamarem-se piedosos, se cometem a todo instante o pecado da maledicência. Vocês estarão iludindo a si mesmos, e tudo que testemunharem será sem importância no Céu.”

2007 @ Todos direitos reservados para o SIM-Serviço de Informação Mariana