Obra Missionária

Os Dons do Espírito Santo - Sabedoria

Os Dons do Espírito Santo - Sabedoria

"A vida moral dos cristãos é sustentada pelos dons do Espírito Santo. Estes são disposições permanentes que tornam o homem dócil para seguir os impulsos do mesmo Espírito. Os sete dons do Espírito Santo são: Sabedoria, Inteligência (ou Entendimento), Conselho, Fortaleza, Ciência, Piedade e Temor de Deus. Em plenitude, pertencem a Cristo, filho de Davi. Completam e levam à perfeição as virtudes daqueles que os recebem. Tornam os fiéis dóceis na obediência às inspirações divinas.” (Catecismo da Igreja Católica – 1830 e 1831)
O que estes dons significam para nós?
Os dons do Espírito Santo são qualidades especiais que nós recebemos no Batismo, e no sacramento da Confirmação (ou Crisma) nós recebemos um “crescimento e aprofundamento da graça batismal”, como nos diz o Catecismo da Igreja Católica, ao tratar dos efeitos da Confirmação: “Ressalta desta celebração que o efeito do sacramento da Confirmação é a efusão plena do Espírito Santo, como foi outorgado outrora aos apóstolos no dia de Pentecostes.” (CIC 1302 e 1303). Por isso se diz que a Confirmação é o sacramento do Espírito Santo.
Por que Deus dá os seus dons ao seu povo?
Os dons do Espírito Santo não são concedidos às pessoas apenas para sua felicidade pessoal no contexto da Economia Divina. Eles são concedidos para o bem da sua comunidade, para o bem de toda a Igreja e para o bem do mundo inteiro – para ajudar a construir o Corpo Místico de Cristo e o tornar santo.
Os dons do Espírito Santo tornam o Povo de Deus capaz de viver como Jesus viveu, e “dá-nos uma força especial para difundir e defender a fé, pela palavra e pela ação, como verdadeiras testemunhas de Cristo, e para nunca nos envergonharmos da Cruz”.
Como nos vêm estes dons?
Os dons do Espírito Santonão brotam de baixo para cima, jamais serão alcançados por esforço próprio. Vêm do alto e fluem através do Espírito Santo, que rege a Igreja de Deus sobre a terra, e são distribuídos conforme Seus desígnios. Se temos talentos, deles não nos devemos orgulhar, porque de Deus é que os recebemos. Se o mundo nos admira, bate aplausos aos nossos trabalhos, a Deus é que pertence esta glória, a Deus, que é o doador de todos os bens. Todo o saber vem de Deus.

Hoje veremos sobre o dom da Sabedoria.

O sentido da sabedoria humana reside no reconhecimento da sabedoria eterna de Deus, Criador de todas as coisas, que distribui seus dons conforme seus desígnios. Para alcançarmos a vida eterna devemos nos aliar a uma vida santa, de perfeito acordo com os mandamentos da lei de Deus e da Igreja. Nisto reside a verdadeira sabedoria. Permite-nos perceber, intuir, experimentar e saborear as coisas divinas, para poder julgá-las retamente, sem olhar as coisas apenas de um ponto de vista, mas sim de maneira integral.É esta larga visão que faz as pessoas sábias, e é neste sentido que nos pode ajudar o dom da Sabedoria.É o oposto à estreiteza de espírito.
O que nos conduz à sabedoria?
Vejamos algumas palavras da Mãe de Deus a esse respeito:
“Procurem, com sabedoria, sentir a presença de Deus em toda a criação; se estiverem com o coração aberto a este propósito, verão que Ele se mostra em tudo o que nos rodeia; e sobre tudo o que é inacessível a nossos olhos, pela fé, Sua existência se confirma.
A maior sabedoria está na humildade em aceitar, prontamente, os desígnios divinos. Não façam barreiras neste propósito. Sejam tranquilos e transparentes, para que a força vivificadora do Espírito Santo resida em cada um de vocês.
O maior dos sábios é aquele que reconhece, em primeiro lugar, sua pequenez diante de tanta sabedoria, provinda do Espírito de Deus sobre os homens, nos conduzindo segundo Sua vontade e, humildemente, se deixa levar por ela. Muitos são os que conhecem a Palavra de Deus, poucos são os sábios.”

2007 @ Todos direitos reservados para o SIM-Serviço de Informação Mariana