Notícias sobre o Papa Francisco

Papa diz que oração de louvor é mais difícil, mas dá alegria

Francisco destacou importância da oração de louvor,
que leva o homem a uma felicidade diante de Deus

Abrir-se-as-surpresas-de-Deus-pede-Papa-em-homilia

Na Missa desta quinta-feira, 16, o Papa Francisco dedicou a homilia à oração de louvor. Segundo ele, é fácil rezar para pedir graças, mas é mais difícil rezar para louvar. No entanto, esta é a oração da verdadeira alegria.

o centro da homilia do Papa está a Carta aos Efésios, em que São Paulo eleva com alegria a sua oração de louvor. Louvar a Deus, disse o Papa, é gratuidade pura e significa entrar em uma grande alegria.

“Nós sabemos rezar muito bem quando pedimos coisas, também quando agradecemos ao Senhor, mas a oração de louvor é um pouco mais difícil para nós: não é tão habitual louvar a Deus. E sentimos isso melhor quando fazemos memória das coisas que Ele fez na nossa vida: ‘Nele – em Cristo – escolheu-nos antes da criação do mundo’. Bendito seja o Senhor, porque tu me escolhestes! É a alegria de uma proximidade paterna e terna”.

Francisco pediu um esforço aos fiéis para que possam reencontrar a oração de louvor, que leva a uma felicidade diante do Senhor. O ponto de partida é justamente “fazer memória” desta escolha de Deus pelo homem antes mesmo da criação do mundo, algo que, segundo o Papa, não se pode entender nem imaginar.

“Esta é a verdade! Esta é a revelação! Se nós não acreditarmos nisso, não seremos cristãos. Talvez sejamos impregnados de uma religiosidade teísta, mas não cristãos! O cristão é um escolhido no coração de Deus antes da criação do mundo. Também esse pensamento enche de alegria o nosso coração: eu fui escolhido! E nos dá segurança”.

Para entender isso é preciso, segundo Francisco, entrar no Mistério de Jesus Cristo, que derramou o Seu sangue em abundância, com toda sabedoria e inteligência. “Quando celebramos a Eucaristia, entramos nesse mistério, que não se pode entender totalmente: o Senhor está vivo, está conosco, aqui, na Sua glória, na Sua plenitude, e doa uma vez mais a sua vida por nós. Devemos aprender, a cada dia, essa atitude de entrar no mistério. O cristão é uma mulher, é um homem que se esforça para entrar no mistério”.

Francisco concluiu reforçando que a oração de louvor é, antes de tudo, oração de alegria, depois oração de memória, recordando tudo o que Deus já fez pelo homem e, por fim, oração ao Espírito Santo, que dá a graça de entrar no mistério, sobretudo quando se celebra a Eucaristia.

Fonte do Canção Nova

2007 @ Todos direitos reservados para o SIM-Serviço de Informação Mariana