Conhecer Jesus Cristo

Evangelho de João 14,27-31

Basílica de Lourdes, 16 de maio de 2017


Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; mas não a dou como o mundo. Não se perturbe nem se intimide o vosso coração. Ouvistes que eu vos disse: 'Vou, mas voltarei a vós'.
Se me amásseis, ficaríeis alegres porque vou para o Pai, pois o Pai é maior do que eu. Disse-vos isto, agora, antes que aconteça, para que, quando acontecer, vós acrediteis. Já não falarei muito convosco, pois o chefe deste mundo vem. Ele não tem poder sobre mim, mas, para que o mundo reconheça que eu amo o Pai, eu procedo conforme o Pai me ordenou”.

Comentário do Evangelho

Com a natureza divina de Jesus – o Filho do Homem –, foi revelada a natureza gloriosa de Deus. Então, Deus revelará a si mesmo em a natureza divina do Filho do Homem, que se proclamou Filho de Deus. E Deus fará isso agora mesmo. Jesus diz: “Agora eu já disse, sou o Filho de Deus, vocês não podem ir para onde Eu vou. Eu lhes dou o Novo Mandamento – amem uns aos outros assim como Eu vos amei, amem uns aos outros – se tiverem amor aos outros, vocês verão que são meus filhos.”
Jesus era judeu, Ele falava no Templo, na Sinagoga, e conhecia toda aquela estrutura que girava em torno Dele. Simão Pedro (a Igreja) pergunta a Jesus:
- Senhor, para onde vai?
Jesus não tinha nada a falar, mas respondeu:
- Você não pode ir agora para onde eu vou, um dia você poderá me seguir.
Aqui é que está a chave do Evangelho. Pedro tornou a perguntar:
- Senhor, por que não posso seguir agora? Eu estou pronto para morrer pelo Senhor.
- Está mesmo? – perguntou Jesus – Pois Eu afirmo a você que isso não é verdade, pois antes que o galo cante você dirá três vezes que não Me conhece.
Então Jesus continuou:
- Não fiquem aflitos! Creiam em Deus, creiam em Mim! E afirmou ser Ele o Caminho, a Verdade e a Vida.
E disse ainda:
- Obedeçam os meus mandamentos. Eu pedirei ao Pai que mande o Espírito da Verdade que vai ficar com vocês. O mundo não pode receber esse Espírito porque não pode ver, nem conhecer, mas vocês o conhecem porque Ele está com vocês e viverá com vocês. Que espírito é esse? É o Espírito Santo que Jesus falou.
Então o Espírito Santo é uma entidade, é um braço de Deus que o mundo não conhece. Mas Jesus distingue certas pessoas e diz: “vocês o conhecem porque Ele está com vocês e viverá em vocês. Logo, é uma elite. Jesus proclamou uma elite que Ele escolheu, aquelas pessoas que vão receber o Espírito de Deus ou não, não são muitas. Não existe esse derramamento do Espírito geral, como nessas situações em que pessoas desmaiam, não existe isso. O mundo não conhece o Espírito. E Jesus continua:
- Não vou deixá-los abandonados, mas voltarei para ficar com vocês.
Será que Ele está falando só dos apóstolos? Existe uma ligação muito grande sobre essa promessa de Jesus e o Espírito.
Jesus diz ainda:
-“O Espírito vive em vocês e não podem me ver”.
Essa “ver” que Jesus está falando é toda aquela herança, todo aquele ensinamento Dele, tudo aquilo que Ele vai montando para que possa vir entre nós.
Depois, Jesus fala da Eucaristia:
- Vocês vão me ver através daquilo que Eu acabei de dar a vocês, lá no Cenáculo. A pessoa que me aceita, e obedece os meus mandamentos, prova que me ama. Se vocês me amassem ficariam alegres.
Depois Ele continua falando:
- Não posso continuar falando com vocês por muito tempo, pois está chegando aquele que manda no mundo – o demônio –, ele não tem poder sobre mim, mas o mundo precisa saber que Eu amo o Pai, por isso faço o que Pai me manda.
Então, Jesus fala pela terceira vez:
- A pessoa que me aceita e obedece os meus mandamentos prova que me ama.
Jesus ainda fala:
- O mundo não conhece o Espírito. Depois Ele fala assim: vocês vão me ver através do Espírito.
E depois Ele fala três vezes:
- Se me amas mesmo (...)
Nós somos inquilinos do diabo, nós pagamos um “aluguel caro” a ele, por quê? Jesus mesmo assim afirma:
- Não posso ficar com vocês por muito tempo pois está chegando aquele que manda neste mundo.
Que coisa esquisita! A gente tem que rever a nossa fé, temos que saber com quem estamos lidando. Jesus continua:
– “Ele não tem poder sobre Mim, mas o mundo precisa saber que Eu amo o Pai e por isso faço tudo o que Ele me manda”.
Jesus falou três vezes sobre o amor.
Precisamos ler os capítulos 36 e seguintes do livro de Jó para entender que Jesus fazia menção àquela passagem. Em Jó há a seguinte passagem:
- Quem deu a sabedoria às aves que anunciam a enchente do Rio Nilo? E como que o galo canta três vezes antes da chuva? Jesus não estava condenando Pedro. A negação de Pedro sobre Jesus não é negar. Pedro pode ter mesmo negado Jesus, mas aqui não discutimos o fato, mas sim devemos entender que Jesus quis falar com Pedro é que inteligência dele não chegava a tanto.
- Antes que o galo cante, conforme em Jó, você me negará três vezes falando que não me conhece. Aquele fato de Pedro estar lá pode até ter acontecido. O Evangelho é uma coisa mais interessante. Muitas vezes acontece o fato mas o que se quer dizer do acontecimento
espiritual não tem nada a ver com o fato. O que Jesus estava falando com Pedro era o seguinte:
- Antes que a tua inteligência se aflore você vai falar com as pessoas que não me conhece.
Lógico. Pedro não sabia nem para onde Jesus ia. Pedro foi o primeiro a falar com Ele assim:
- Mas aonde é que o Senhor vai?
O que Jesus quer dizer é:
- Eu quero que aflore em você a inteligência em quem Eu sou. Enquanto isto não acontece, você vai falar para as pessoas que não me conhece.
Está recitando Jó: - Quem deu sabedoria às aves? Que anunciam as enchentes do Rio Nilo. E como o galo que canta três vezes antes da chuva!
E Ele falou com Pedro – “você vai me negar três vezes antes que o galo cante” – o que Ele está falando aqui é a sabedoria de como encontrar Deus. Pedro, muito preocupado com isto, escreveu as cartas que hoje integram o Novo Testamento.
A carta é dividida em três partes, a primeira é um louvor de saudação a Cristo. A segunda, dever de santidade e amor ao próximo. A terceira, o sacerdócio do povo de Deus.
A primeira carta versa sobre a negativa da ignorância de São Pedro. A divisão dela é sobre a negativa, ele passou a louvar a Deus pela salvação em Jesus. Foi a primeira negativa dele, não tem nada a ver com aquilo lá no Pretório.
Pedro passou a louvar a Deus pela salvação em Jesus. É uma diferença muito grande porque os primeiros cristãos, no século II, achavam que Cristo era uma coisa única, que tinha que adorar a Cristo e esquecer Deus no Espírito Santo. E Pedro falou: não, nós temos que louvar a Deus pela salvação em Cristo. Com essa primeira carta Pedro mata a primeira negativa.
Na segunda carta, dever de santidade e amor ao próximo, Jesus falou para amar os inimigos – amai ao próximo como a si mesmo – Esse entendimento não havia entre o povo, eles não entendiam isto. A segunda negativa ele mata com essa situação da carta.
E a terceira negativa, o sacerdócio do povo de Deus. Todos nós somos sacerdotes do povo de Deus.
Esse galo que Jesus fala prenuncia a sabedoria que vem do Espírito Santo na Eucaristia.
Quantas pessoas fazem o que Pedro fez? Já vi muitos padres celebrarem a missa sem acreditar na Sagrada Eucaristia.
Nós negamos o Cristo em todo lugar e a todo momento. Nós somos o povo de Deus. A inteligência do Espírito Santo vai aflorar em nós na hora que realmente conhecermos Jesus.
Devemos conhecer a inteligência do Espírito do Cristo. Jesus falou no Cenáculo: “Levanta-te, vamos sair daqui”.
Jesus entendeu que, naquele momento, o demônio estava tomando conta daquele povo. Ele não queria enfrentar o diabo naquele momento. Existe coisa do diabo que não é qualquer “Pai Nosso” que resolve. Jesus era um homem muito inteligente, Deus humanado. A paz do mundo é o diabo que dá. E a paz de Jesus é diferente. Jesus falou:
- Eu vos dou a minha paz!

(Evangelho explicado por Raymundo Lopes)

2007 @ Todos direitos reservados para o SIM-Serviço de Informação Mariana