O Retorno de Jesus - Segunda Vinda de Jesus - A Valta de Jesus

Profecias - Raymundo Lopes - Documentário [parte 06 de 06]

Palestra de Francisco Lembi com Raymundo Lopes - 8º Encontro Missionário - Ano 2009

profecias-de-raymundo-lopes

Aqui estão as revelações feitas a Raymundo Lopes, entre 1992 e 2001, mantidas em segredo até 2009, quando então foram dadas a conhecer no VIII Encontro Missionário, na ‘Cidade das Águas’ – São Lourenço (MG).

Vídeo - 06 de 06 

  • Texto extraído do livro  - Raymundo Lopes (Daniel)
    Uma incógnita dos Finais dos Tempos, páginas 25, 26, 27, 28, 29, 30, 31 e 32.

     
    Carta de Raymundo para Francisco

    20 de fevereiro de 2009
    Prezado Francisco,

    Conforme você me pediu, rezei muito para lembrar o que a voz me tinha dito em 1992.
    Estava na Capela, ontem, por volta das onze horas da noite, quando escutei uma voz dizendo: “Vá ao computador”.
    Fui, abri uma pasta e comecei então a escutar essa mesma voz, dizendo-me o que está declarado.
    A voz falava e eu escrevia. Era uma voz impostada, sem afetação.

    Conhecerá de novo o que foi dito, e seus olhos descobrirão no céu o que será e atravessará o tempo em um único passo. Você conhecerá de novo o que foi dito, pelas mãos que o guiam em direção ao que escuta.

    Comentário:
    Comecemos pela introdução acima:
    “… seus olhos descobrirão no céu o que será e atravessará o tempo em um único passo.” antes, vimos: “Vocês estão na idade onde a personalidade se conflita, e esse período se estenderá até 2015, (…). segundo essas palavras, que regulam a evolução da humanidade, vocês se aproximam do final da idade onde a personalidade se conflita, …”
    Em Mateus (24,27), vemos: “Pois assim como o relâmpago parte do oriente e brilha até o poente, assim será a vinda do Filho do Homem.”
    Essa introdução pode estar falando da gloriosa vinda de Jesus, que marcará a passagem destes tempos para os novos.
    Uma curiosidade: “pelas mãos que o guiam em direção ao que escuta”, são as mãos da Bela senhora, Mãe de Jesus.
    Ano de 1992

    Brasil, preparai-vos, o dia da Mesa Divina está pronto. Limpai vossas roupas, sede humildes de caráter e perdoai as ofensas, e também daí um beijo em quem chorou. Atendei a quem tem sofrido, porque se o país fizer isso, com muita certeza terão a aurora azul, o estanque do racionalismo vermelho e a luz amarela do Espírito de Deus se fará presente.

    Comentário:
    Novamente Raymundo e as três cores: azul, vermelha e amarela.
    Isso o inquieta, às vezes o confunde e, de certo modo, até o perturba, como disse ele mesmo: “… que me pesam muito compreender” (diálogo ‘Pai, por que me abandonastes?’ (pg. 51); mas parece ter um amplo significado, que merece mais tarde uma cuidadosa análise.
    Vamos, então, à Revelação. Primeiramente, alguns esclarecimentos:
    O que é racionalismo? “Modo de pensar que atribui valor somente à razão, ao pensamento lógico, em detrimento da fé, misticismo, intuição ou revelação religiosa”, nos diz o dicionário Houaiss.
    Racionalismo vermelho é uma referência ao comunismo – na prática, um “sistema totalitário e ateu no qual o Estado detém a totalidade dos meios de produção e comercialização, e controla em larga medida, através de um partido político único, a vida social, cultural e econômica de todos os cidadãos.” (DH) Distante, portanto, daquele ideal de uma “vida em comum em que os bens são partilhados, estando
    disponíveis segundo as necessidades de cada um (‘De cada um segundo sua capacidade; a cada um, segundo suas necessidades’), como era, por exemplo, o comunismo da Igreja cristã primitiva.” Vimos, na prática, essa doutrina se impôr, pela força das armas, a quantos países pôde, formando um bloco – comunista –, com propósito hegemônico (de supremacia) que se contrapôs a outro bloco – capitalista –, que também buscava o domínio, gerando assim a danosa ‘guerra fria’. Vimos, também, que a organização do Estado, idealizada por Karl Marx e Engels, não resultou numa sociedade sem classes, sem propriedade privada sobre os meios de produção, com harmônica igualdade social e econômica para todos. Vimos, sim, o surgimento de uma nova elite dominante, opressora e corrupta, formada sobretudo de burocratas do governo, que subtraía à sociedade a liberdade de organização, expressão e locomoção.
    Bom, voltemos à Revelação, lembrando antes o que a Mãe de Jesus disse a Raymundo, em 2005: “Jesus está de retorno à Igreja, e agora serão vocês, leigos, que irão recepcioná-lo. Ele preparou a festa e o banquete está pronto para ser servido; convidou a Igreja, eles não compareceram à festa; agora, Ele convida os aleijados e os coxos, isto é, vocês. Compareçam à festa que Ele lhes proporcionará!”
    Limpai vossas roupas – Estar de coração limpo. Sede humildes de caráter e perdoai as ofensas – Não ser arrogante e não guardar ressentimentos, especialmente daqueles que, antes, não só não acreditaram nas profecias como até fizeram por desacreditá-las.
    Dai um beijo em quem chorou – Confortar aquele que sofreu perdas.
    atendei a quem tem sofrido – ampará-lo.

    Brasil, chegou a grande prova. O Brasil verá o que ninguém viu. O Brasil mostrará, depois da grande prova, o filho do homem novo, e esse filho do homem novo ensinará.

    Comentário:
    Em 1996, Jesus disse a Raymundo: “Depois deste Papa (João Paulo II), do seu país farei nascer a pomba da paz; mas, para que isto possa acontecer, será necessária ainda muita oração. O homem talhado para isto já vive no corpo da Igreja.”
    Esse “filho do homem novo” não seria então Jesus, mas possivelmente “a pomba da paz” – “o homem talhado para isto”. Filho do homem novo – do homem transformado, dos novos tempos. afinal, o retorno de Jesus será visto por todos, não apenas pelo Brasil. E, quem sabe, seja esse o dirigente do “governo mundial”, que surgirá por valta
    de 2015, quando o “Brasil terá uma era de ouro que irá coincidir com os 2015 anos do cristianismo”?…
    “Filho do homem novo” pode aludir, então, ao homem transformado, purificado, voltado para Deus, dos novos tempos; por isso foi dito: “esse governo divino”.

    Brasil, porta celeste, de rios de ouro, de pastos verdes, de flores lindas, dirá: “Mundo, tenho para quem sofre, para os sem-lar, para os órfãos, para os que têm fome e sofrem por causa disso, para os que não têm posse, para os velhos e para os doentes, para os que nascem e para os que irão nascer, para os caminhantes. Vá para os montes e ali aguarde a paz. Brasileiros que padeceram de uma revolução de origens funestas, cantarão estendendo alegremente seus corações em amor ao irmão, que
    deverá chegar ao alto monte. Ó Brasil, Terra de Santa Cruz, será breve a prova sem fim do princípio da reivindicação social. Nada acontecerá no Brasil que não seja o que procede do Alto.

    Comentário:
    “Brasil, porta celeste (…), dirá: Mundo, tenho para…” Uma referência ao papel do Brasil na passagem difícil deste final dos tempos para os novos tempos, acolhendo com “amor ao irmão” que bater à sua porta; e muitos virão, de todas as partes do mundo, buscar amparo e estabelecer morada. Vimos, antes: “No Brasil as raças se misturam; assim, no seu país, tudo tenderá a entrar no equilíbrio. É o aviso do fim.”
    “Vá para os montes”: coloque-se em oração, eleve-se em espírito, esteja preparado para o retorno de Jesus.
    “Brasileiros que padeceram de uma revolução de origens funestas”: serão os hábitos e costumes decaídos no mundo e que atingiram também o Brasil?
    “Ó Brasil, Terra de santa Cruz, será breve a prova sem fim do princípio da reivindicação social”. Reivindicação que vem de longe, da classe proletária, espoliada, que por isso reclama por melhores condições, por uma distribuição mais justa dos bens, da riqueza que ela própria ajuda a produzir. Está próxima e permanecerá para sempre a demonstração da verdade do princípio, do fundamento dessa reivindicação.
    O Brasil estará sob a proteção do alto, de Deus.

    A liberdade nos EUA (Estados Unidos da América) perderá sua luz, sua tocha não iluminará como em épocas passadas, e muitos de seus monumentos serão atacados por culturas estranhas. A destruição de São Francisco, de Manhattan e o desaparecimento de Nova York por grandes terremotos estão a caminho.

    Comentário:
    A tocha da Estátua da Liberdade, em Nova York, um monumento dos norte-americanos. a intervenção recente de seu governo na economia, face à forte crise que ali surgiu e contaminou as economias do mundo todo, mostra que a liberdade de mercado naquele país, tão exaltada, já não é e nem pode ser a mesma. Isto põe em xeque o sistema capitalista.
    Em 2001, o mundo viu os ataques às Torres Gêmeas e ao Pentágono, símbolos do poder econômico e militar dos EUa. A cidade de são Francisco, na Califórnia, e a ilha de Manhattan serão destruídas, e Nova York desaparecerá… Recentemente, um canal de TV exibiu um documentário que falava sobre a ‘Falha de san andreas’, na costa oeste dos EUa, pegando todo o litoral pacífico da Califórnia.
    Essa falha no encontro de duas placas tectônicas se estende por 1300 km; e o mais curioso, possui uma enorme reta na altura de São Francisco. Diziam, os sismólogos, que nas retas das falhas as ondas se propagam com mais força, e a destruição é por isso maior. a região já é palco de terremotos. O último deles, de grande intensidade (7,8º), ocorreu em são Francisco, em 1906, provocando muita destruição; a cidade foi depois reconstruída. agora, segundo tais fontes, sua repetição poderá ocorrer a qualquer momento, em escala desconhecida.
    Sobre essas coisas, o documento Final de Milênio II dá bem a medida:
    “Um quarto do seu planeta sentirá a força do senhor. Depois, seu continente será a aurora de uma nova terra glorificada, com o Céu presente em todos os atos da vida de vocês.”

    Um grande calor geral em locais antes frios e um inexplicável esfriamento
    onde antes era quente, erupções vulcânicas em regiões tropicais e um forte aparecimento de vulcões na orla do oceano que banha o Peru serão avisos da segunda vinda de Cristo, e, depois, vocês terão uma era de paz.

    Comentário:
    Certa ocasião, Nossa senhora disse a Raymundo: “Onde era frio ficará quente, e onde era quente ficará frio.” Raymundo perguntou-lhe:
    “Mas como isto é possível?” Ela mostrou-lhe um globo em sua mão esquerda, ligeiramente inclinado, e tocou-o com o indicador da mão direita, retornando seu eixo à posição vertical. Isto ocorrendo, seja pelo impacto causado pela colisão de um corpo celeste, ou por outro motivo, certamente modificaria a configuração da superfície terrestre, e uma das alterações óbvias seria a do clima atual de cada região. O eixo da Terra voltando à posição vertical, pode ainda aludir ao retorno do convívio do homem com o Criador, seu olhar agora voltado para o alto. Alterações climáticas em nosso planeta, antes de tal acidente, podem ser respostas da natureza às agressões que lhe são infligidas pelo homem. Em 1997, Ela lhe disse: “somente aqueles que perseverarem na fé com discernimento, não se deixando enganar por esses demônios em pele de cordeiro, terão diante de si o caminho ditado por Jesus para encontrarem a Luz de Deus. O progresso está tomando o caminho da construção de um futuro calcado na razão, que inexoravelmente esbarrará no abismo do materialismo, portanto, sem continuidade. Breve, muito breve, a ciência estará impotente diante da barreira do inexplicável.
    Então o caos se instalará. (…) Deus irá intervir, mostrando o caminho certo. Entretanto, isto se dará entre dores e muitas lágrimas.”
    E em 1995, Ela disse: “Uma nova consciência tomará conta do mundo, totalmente direcionada a Deus, sem a influência maléfica de satanás.”

    Durante a noite em que um homem for queimado na terra dos Papas, o povo sairá pela praça de Pedro cego de ódio, e (vocês) verão cabeças de prelados nas ruas. O corpo de um homem venerado pela Igreja Católica será arrastado pelas ruas da cidade dos Papas por um cavalo de cor branca, e no caminho ficará um rastro de sangue. Então vocês descobrirão que esse homem na verdade é uma serpente enganadora, e está morrendo como uma serpente. Nessa noite, as estrelas mudarão de brilho, e aqueles que vestiam a roupa da delinquência se converterão, e aqueles que eram justos se tornarão injustos. Quando surgir a luz do dia seguinte, as fontes de Roma estarão cheias de sangue e muitos corpos estarão jogados por quatro cantos da cidade. Essa noite da queima desse homem ficará para sempre na lembrança, contra esse líder da fé, lobo vestido em pele de cordeiro.
    Quando o sol se puser, será descoberta uma nova lei; é a antiga lei que regia os homens desde o início.

    Comentário:
    “serpente enganadora”, como se vê no Gênesis (capítulo 3), trata-se de satanás; aqui, parece referir-se ao anticristo, aquele que terá ascendido ao pontificado por usurpação, levando consigo seus seguidores. Seu governo, à frente da Igreja, será um desastre, como dizem as profecias; mas, aos olhos do mundo, resplandecerá; elegerá os falsos valores e denigrirá os verdadeiros, enganando a muitos. sua queda mudará o brilho das estrelas, pois aqueles a quem o “falso pastor” atribuía delinquência eram na verdade os justos; e aqueles que elegera justos, eram os injustos. E isto transcorrerá num clima de conflito.
    “Quando o sol se puser, será descoberta uma nova lei; é a antiga lei que regia os homens desde o início.” seria a arca da aliança, que guarda as Tábuas da Lei? Ou algo que a tenha precedido, pois “regia os homens desde o início”, enquanto as Tábuas da Lei datam de Moisés (século XIII a.C.)?

    Durante as últimas contestações à autoridade do Sumo Pontífice, ocupará o trono pontifício também seu último representante, que pelo seu cargo deveria pastorear as ovelhas de Cristo, padecendo por Seu nome. Mas isto não será feito; o Anticristo será conhecido; então o Vaticano será destruído e o Juiz de todas as crenças virá julgar Seu povo.

    Comentário:
    As contestações já estão em curso e tornaram-se públicas. agora, quiseram imputar a Bento XVI a culpa por omissão em casos passados de pedofilia na Igreja. Vê-se claramente que há um plano, em execução, visando desestabilizar o pontificado de Bento XVI, o que motivou a recente manifestação de apoio do clero do mundo todo ao Papa, em Roma.
    Recentemente, o sumo Pontífice disse: “Os piores ataques contra a Igreja não vêm do exterior dela, mas de dentro dela.”
    Em 1996, Nossa senhora disse a Raymundo: “O mal se alastra na Igreja e observo, desarmada por tanto desamor e infidelidade de seus bispos, arcebispos e cardeais, o meu prediletíssimo filho (o Papa), vítima inocente do poder emanado de uma maçonaria eclesiástica, cair indefeso, diante da força ditada pelo interesse em levar ao trono de Pedro aquele que a governará pela iniquidade.”
    Aqui parece claro que o último, ou seja, o próximo papa será o anticristo, citado em tantas profecias, como em Daniel e também em Raymundo, dizendo que o tempo dele será de três anos e meio, terminando com a vinda de Jesus.
    será o último papa deste tempo que se finda, ou nos novos tempos não haverá papa?

    (Raymundo ouviu por 6 anos, num período de 10
  • 2007 @ Todos direitos reservados para o SIM-Serviço de Informação Mariana