Cronicas de Raymundo Lopes
A paz é um vestígio de Deus

Raymundo Lopes - 08 de novembro de 2016

A paz é um vestígio de Deus

Li recentemente num folheto:

Expulsem os políticos para o deserto! Eles nos levam à beira da guerra atômica, que pode destruir o mundo. Gente que quer forçar a paz com o uso de armas, revela ter mau caráter!

Surge logicamente a indagação: Serão os políticos realmente os responsáveis pela situação política mundial?

Creio que não. De acordo com as leis espirituais, cada povo tem os líderes que merece. Como pode um pequeno grupo de líderes induzir a paz, se a maioria do povo é agressiva?

A paz é algo que, se deixarmos, simplesmente existe. A paz é função do amor, e o amor é o espírito a que nós, seres humanos, chamamos de Deus.

Se a seguirmos, o amor, a harmonia e Deus se realizarão dentro de nós e poderemos caminhar na direção do objetivo visado pela evolução.
Os pensamentos nos distinguem dos vegetais e dos animais e nos permitem sermos humanos. A fonte da paz humana são os pensamentos unificadores e amáveis e a dedicação amorosa. Estes não exigem nada, só querem dar. E é precisamente esta doação que é a origem da paz!
Na mesma proporção que encarnamos na vida o amor, quer em pensamentos, quer em palavras, quer em atos de paz, que é mais elevada do que qualquer raciocínio, também se realiza.

Examine a situação mundial: todos exigem e querem isso ou aquilo, e se for preciso, à mão armada. Mas como qualquer outra vontade, esse desejo conduz apenas à discórdia. Nós, seres humanos, devemos ser capazes de aprender a viver em paz, porque as armas que voltamos contra os outros são dirigidas na verdade contra nós mesmos.

Pense na paz, fale de paz, viva a paz. As palavras que expressam o espírito desinteressado do amor e da paz são a energia de seu consciente, através da qual se efetiva a onipotência criadora de Deus. Das inesgotáveis energias criadoras de Deus, elas são espírito de amor puro feito carne na pessoa de Yeshua. A paz é a harmonia entre o que dá e o que se recebe e a harmonia na esfera do pensamento, da fala e da ação.

A paz é o fruto da alma, que repousa em si mesmo.

Raymundo Lopes

2007 @ Todos direitos reservados para o SIM-Serviço de Informação Mariana