Cronicas de Raymundo Lopes
Aprecio uma Igreja cristã inquieta,
cada vez mais próxima da verdade.

Raymundo Lopes - 22 de agosto de 2016

Aprecio uma Igreja cristã inquieta,

Desejo uma Igreja feliz com o rosto de Miryam, que compreenda, acompanhe, acaricie.
Sonho também conosco nesta Igreja, acredito nela, inovo-a com liberdade.
O humanismo cristão, a que somos chamados a viver, afirma radicalmente a dignidade de cada pessoa, como Yeshua que estabelece entre todos os seres humanos uma fraternidade fundamental, ensina a compreender o trabalho, a habitar a criação como casa comum, fornece razões para a alegria e o humorismo, também no meio de uma vida muitas vezes deveras dura.

Apesar de não competir a mim dizer como realizar hoje este programa, permiti-me só que vos deixe uma indicação para os próximos anos: em cada comunidade, paróquia e instituição, em cada diocese e circunscrição, em cada região, procurai a verdade de modo sinodal a um aprofundamento da Evangelii Gaudium, a fim de haurir dela critérios práticos às suas disposições, especialmente sobre a verdade dos evangelhos, prioridades que estão sendo indicadas por mim.

Estou convicto da vossa capacidade de pôr em movimento criativo a verdade, para concretizar a verdade.
Estou certo disso, porque sois uma Igreja adulta, antiquíssima na fé, sólida nas raízes e ampla nos frutos.
Por isso sede criativos ao exprimir Yeshua, que os vossos antepassados a Pedro expressaram de maneira incomparável.

Acreditai no gênio da fé sem rebuscamento, que não é patrimônio de papas, bispos e nem cardeais, e nem de uma elite, mas do povo deste país extraordinário.
Confio-vos a Miryam, que aqui no Brasil é venerada como Santíssima.

Na Capela Magnificat, onde sempre estou com os anjos Gabriel, Uriel e Raphael, falam dizendo Ecce Ancilla Domini.
Nestas palavras estamos todos nós.
Que a Igreja no Brasil as pronuncie com Miryam.

Raymundo Lopes

2007 @ Todos direitos reservados para o SIM-Serviço de Informação Mariana